Silva Pereira eleito vice-presidente do Parlamento Europeu

O antigo ministro de José Sócrates foi o segundo vice-presidente mais votado, com 556 votos.

Tal como era esperado, Pedro Silva Pereira acabou por ser eleito como um dos 14 vice-presidentes do Parlamento Europeu. Foi um dos mais votados, tendo, nesse campeonato com poucas surpresas, ficado em segundo, com 556 votos.

Francisco Lucas Pires (CDS), António Capucho (PS), Pacheco Pereira (PS), Rui Amaral (PSD), Gomes Cravinho (PS) António Costa (PS) e Manuel dos Santos (PS), foram alguns dos portugueses que o antecederam.

“A vice-presidência do Parlamento [não é] um mero trabalho burocrático, mas antes uma posição política para defesa do projeto europeu e de uma democracia forte”, refere o antigo ministro de José Sócrates numa carta que promoveu a sua candidatura.

Pedro Silva Pereira diz que “em todas essas difíceis negociações” pensa “ter mostrado capacidade política de alcançar compromissos, mobilizar toda a gente e avançar com a agenda europeia.” “Tenho a certeza que vamos precisar mais disto nos próximos anos”, afirmou. Parece estar bem certo, dado que a fragmentação do Parlamento Europeu vai obrigar a que as forças políticas em presença avolumam em processo negocial bem mais vezes que o que sucedia até aqui.

 

Relacionadas

Quem é David Maria Sassoli, o presidente do Parlamento Europeu anti-Liga?

Dizem que é uma espécie de presente envenenado para Matteo Salvini, o italiano que conseguiu transformar a escolha da Comissão num verdadeiro caos. Jornalista antes de ser político, está nesta instituição europeia há muitos anos.
Recomendadas

G7. OMS avisa líderes mundiais que são precisas mais vacinas e “mais rápido”

O secretário-geral da Organização Mundial de Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus, avisou este sábado que são precisas mais vacinas e “mais rápido” para vacinar 40% da população mundial até ao fim do ano, na cimeira dos países do G7. 

Covid-19. França atinge 30 milhões de vacinados com pelo menos uma dose

A França atingiu este sábado 30 milhões de pessoas com, pelo menos, uma dose da vacina contra a covid-19, antecipando essa meta que estava prevista para terça-feira, anunciou hoje o primeiro-ministro Jean Castex.

ONU estima cerca de 47 milhões de mulheres no mundo perto da pobreza extrema

Cerca de 47 milhões de mulheres em todo o mundo caminham para a pobreza extrema, alertou a vice-diretora executiva da ONU Mulheres, Anita Bhatia, durante sua primeira missão internacional desde o início da pandemia de covid-19.
Comentários