Sonae Capital e Mota-Engil elevam PSI 20 no fecho da sessão

Praça lisboeta encerraram a sessão desta segunda-feira com uma subida de 1,16% para 4.018,62 pontos, seguindo a tendências das suas congéneres europeias.

O principal índice bolsista português, PSI 20, terminou a primeira sessão desta semana a valorizar 1,16% para 4.018,62 pontos, seguindo a tendência das suas congéneres europeias.

A fazer crescer o PSI 20 estiveram entre as principais cotadas portuguesas a construtora Mota-Engil, que disparou para 12,01%, para 1,21 euros, a Altri que valoriza 9,89%, para 3,97 euros e a Sonae Capital que cresce 7,06%, para 0,45 euros.

A contribuir pela positiva esteve ainda o BCP, que cresce 2,58%, para 0,09 euros, a Sonae SGPS que sobe 6,64%, para 0,64 euros e a Navigator que valoriza 3,77%, para 2,20 euros.

Em sentido negativo estiveram no fecho da sessão a petrolífera Galp que cai 4,25%, para 9,92 euros, a EDP que desce 0,25%, para 3,54 euros e a Jerónimo Martins que desvaloriza 0,62%, para 16,00 euros.

“As principais bolsas europeias fecharam a primeira sessão da semana em alta expressiva. Os sinais de abrandamento nas mortes provocadas pelo coronavírus em algumas partes do mundo trouxeram algum alívio aos investidores. Também as afirmações de Donald Trump e Mike Pence que expressaram esperança de que o país esteja a viver a fase de estabilização trouxeram ânimo adicional”, refere Ramiro Loureiro analista de mercados do millenium investment banking.

Na Alemanha, o DAX cresce 5,74%, no Reino Unido, o FTSE 100 sobe 3,11%, o francês CAC 40 valoriza 4,61%, o holandês AEX cresce 3,89%. Em Espanha, o IBEX35 valoriza 4,27% e o italiano FTSE MIB cresce 3,89%.

A cotação do barril de Brent desvaloriza 3,40%, com valor de 32,95 dólares, enquanto a cotação do crude WTI desce 4,80%, para 26,96 dólares por barril.

No mercado cambial o euro valoriza 0,02%, para 1,08 dólares.

Ler mais

Recomendadas

Credores privados dizem que cobrar juros é essencial para manter ‘ratings’ 

Em causa está a assunção por parte de algumas agências de ‘rating’, como por exemplo a Moody’s, de que se os credores receberem menos do que o inicialmente contratualizado, isso configura um incumprimento financeiro, independentemente das razões e mesmo com o acordo dos credores.

Dados surpreendentes do emprego deram gás a Wall Street

Na última sessão da semana o Dow Jones disparou 3%, mas o recordista foi o tecnológico Nasdaq. O ‘rally’ deveu-se aos ganhos da banca e das companhias aéreas e de cruzeiros, das mais penalizadas durante o confinamento.

CMVM levanta suspensão da negociação das ações da SAD do FC Porto

A decisão surge depois de a SAD anunciar o adiamento do reembolso do empréstimo obrigacionista para 2021.
Comentários