Sonae Capital e Sonae Indústria disparam mais de 38% depois de OPA lançada pela família Azevedo

A Efanor lançou na sexta-feira duas ofertas públicas de aquisição para passar a controlar estas duas cotadas com o objetivo de as retirar de bolsa.

A Sonae Capital e Sonae Indústria disparam mais de 38% na bolsa de Lisboa depois da Oferta Pública de Aquisição lançada pela família Azevedo através da Efanor.

A Sonae Capital está a subir 38,33% para 0,664 no principal índice da bolsa de Lisboa, o PSI 20.

Já a Sonae Indústria dispara 62,12% para 1,07 euros no índice geral da bolsa de Lisboa.

Na sexta-feira foi anunciado o lançamento das duas OPAs pela Efanor sobre as duas cotadas com o objetivo de conquistar 90% dos direitos de voto nas duas empresas.

A Efanor controla 68,8% do capital da empresa, enquanto na Sonae Capital detém 62,8%.

O sucesso destas duas operações estará condicionado à aquisição de 90% do capital em cada uma destas empresas.

“A eficácia da oferta ficará subordinada a que a oferente [Efanor] passe a deter, em consequência de oferta pública de aquisição, mais de 90% dos direitos de voto”, de acordo com a Efanor.

O objetivo das operações é depois retirar as empresas da bolsa de Lisboa.

 

Efanor lança OPA sobre Sonae Indústria e Sonae Capital

Ler mais

Relacionadas

Efanor lança OPA sobre Sonae Indústria e Sonae Capital

Holding da família Azevedo lançou uma OPA sobre a Sonae Indústria, onde já controla 68,8% do capital da empresa, e uma OPA sobre a Sonae Capital, para adquirir os cerca de 37% que ainda não detém. O sucesso da operação está condicionado à aquisição de mais de 90% dos direitos de voto em ambas as empresas e o objetivo é retirar as duas cotadas da bolsa.
Recomendadas

Wall Street anima com perspetivas de estímulos fiscais para a economia dos EUA

No início da sessão, o S&P 500 sobe 0,70%, para 3,384.20 pontos, o tecnológico Nasdaq valoriza 1,04%, para 11,283.68 pontos, e o industrial Dow Jones cresce 0,60%, para 27,947.17 pontos.

Bayer cai fortemente em bolsa depois de anunciar provisões e contenção de custos

A empresa de Leverkusen havia já adiantado que o impacto da crise da Covid-19 no seu negócio agroindustrial seria maior do que inicialmente previsto, tendo agora anunciado novas medidas para fazer face às perdas esperadas.

PSI-20 acompanha praças europeias em alta. EDP Renováveis impulsiona índice português

O principal índice bolsista valoriza 0,92% para 4.104,50 pontos impulsionado pelos ganhos da EDP Renováveis e a Novabase.
Comentários