Sondagem mostra que candidatura de Ana Gomes poderia ‘roubar’ recorde a Marcelo

Segundo a sondagem da Intercampus, Marcelo Rebelo de Sousa cai dez pontos percentuais face ao mês passado, com uma eventual entrada da ex-eurodeputada Ana Gomes na corrida a Belém. Ainda assim, o atual chefe de Estado conseguiria apoio de mais eleitores, já que em 2016 teve 52% dos votos.

Uma eventual entrada da ex-eurodeputada Ana Gomes na corrida a Belém diminuiria a probabilidade de Marcelo Rebelo de Sousa bater o recorde de 70,35% do votos estabelecido por Mário Soares na reeleição em 1991, mostra uma sondagem da Intercampus para o ‘CM’, ‘CMTV’ e ‘Negócios’.

Caso venha a candidatar-se, Ana Gomes conseguiria 8,8% das intenções de votos. O favorito continua a ser, no entanto, Marcelo Rebelo de Sousa, ao recolher a preferência de 58,5% dos inquiridos, mas a entrada de Ana Gomes, como possível candidata a Belém, faz com que, neste barómetro de fevereiro, sofra uma queda de 10 pontos percentuais face ao mês passado.

A antiga dirigente socialista, que se tem destacado pelo ativismo anticorrupção, fica ainda assim abaixo do deputado único do Chega, André Ventura, que no início do mês anunciou que será candidato às eleições presidenciais, previstas para o próximo ano. André Ventura consegue 9,3% das intenções de voto e sobe seis décimas face a janeiro.

A sondagem revela ainda que uma eventual candidatura da apresentadora de televisão Cristina Ferreira, que também já admitiu a possibilidade de concorrer um dia à Presidência da República, conseguiria um resultado inexpressivo, com apenas 2,4% das intenções de voto.

Já o atual presidente do PS, Carlos César, conseguiria apenas 1,3%, abaixo da bloquista Marisa Matias (com 4,6% das intenções de voto), o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa (2,6%).

A sondagem foi realizada pela Intercampus, entre os dias 11 e 17 de fevereiro, através de 614 entrevistas telefónicas validadas (295 homens e 319 mulheres). O erro máximo da amostra é de 4% para um intervalo de confiança de 95%.

Ler mais
Recomendadas

Marques Mendes: “Estado de Emergência deverá ser renovado, pelo menos, duas vezes”

Como o pique da Covid-19 se deverá dar mais tarde, em maio, Luís Marques Mendes acredita que o Estado de Emergência, que deverá ser renovado já esta semana, poderá vigorar com sucessivas prorrogações até ao início de maio. Dinheiro para as empresas que aderem ao ‘lay-off’ será transferido no dia 28 de cada mês.

Covid-19: Chega propõe centros de apoio e contenção de doentes e linha gratuita para lares de idosos e casas de saúde

Projeto de resolução defende criação de espaços nos municípios mais populosos e mais afetados pela pandemia onde fiquem confinados aqueles que, precisando de cuidados médicos, dispensem o internamento em cuidados intensivos.
catarina_martins_oe_2020

BE recebeu “mensagens de pedidos desesperados” porque medida de acompanhamento a filhos durante a Páscoa está suspensa

Num vídeo colocado na sua página pessoal do Twitter, Catarina Martins insistiu que o Governo estenda o apoio dado ao acompanhamento dos filhos em idade escolar às férias da Páscoa, no âmbito das medidas para mitigar os impactos da Covid-19.
Comentários