Sondagem SIC/Expresso: PS mais votado, mas é o que mais desce no Verão

O PS parte para o último ano da legislatura a cair nas intenções de voto, e mais longe da maioria absoluta.

Arménio Belo/Lusa

O Expresso Diário publica esta sexta-feira uma sondagem que mostra o PS e o PSD se mantêm mais ou menos na mesma. Isto é, nem os sociais-democratas descem nem os socialistas sobem.

No entanto o PS é ainda o partido mais votado. Mas se as eleições fossem hoje, não conseguia maioria absoluta. Segundo o barómetro de setembro para a SIC e para o Expresso, o PS foi mesmo o partido que mais perdeu em relação a julho.

Os resultados do estudo da Eurosondagem Expresso/SIC, realizado entre 5 e 12 de Setembro, revelam que o PS desce 0,6 pontos percentuais para 41,4% das intenções de voto, e o PSD de Rui Rio apresenta uma ligeira subida de 0,2% para 27,5%, mostrando que o desgaste que transparece para o público, fruto das críticas internas, não está a afectar as intenções de voto.

O Bloco de Esquerda registou uma subida marginal nas intenções de voto de 0,1% para 8%, apesar do “caso Robles” – deputado bloquista que se demitiu depois da notícia do Jornal Económico sobre o seu investimento no mercado imobiliário, contradizendo assim o que o partido defendia sobre a “especulação imobiliária”.

Por sua vez o CDS de Assunção Cristas, com 7,7% das intenções de voto, sobe de 0,2 pontos percentuais face à sondagem de há dois meses.

A CDU  (comunistas) caiu 0,4 pontos percentuais para 6,9%, e o PAN (Pessoas-Animais-Natureza) manteve-se em 0%.

Ao nível da popularidade dos líderes, o Presidente da República registou uma subida de 0,1 pontos percentuais para 64,3%, e o primeiro-ministro desceu 0,5 pontos percentuais para 33,7%.

Rui Rio registou uma quebra de 1 ponto percentual para 9,9%.

 

Ler mais
Recomendadas

Pedro Marques diz que obras na Ponte 25 de Abril vão começar “em breve”

O ministro do Planeamento e das Infraestruturas disse hoje que as obras na Ponte 25 de Abril “começarão em breve, porventura talvez ainda antes do final deste ano”, estando a aguardar o visto do Tribunal de Contas.

PSD junta-se à esquerda para chumbar decreto da contagem parcial do tempo de serviço dos professores

O Partido Comunista (PCP), Bloco de Esquerda (BE) e o PSD consideram que contar apenas dois dos nove anos de carreira congelados é insuficiente e querem rever a medida no Parlamento

Marques Mendes: “Se Bruno de Carvalho estiver envolvido, o Sporting arrisca a não receber nada pelas rescisões dos jogadores”

“Eu diria que essa [detenção] é uma má notícia para o Sporting. Por causa das rescisões de contratos daqueles jogadores que ainda não chegaram a acordo com o Sporting: Gelson Martins, Podence e Rafael Leão. Pois legítima os despedimentos por justa causa e o clube de Alvalade não recebe um único euro”. Sobre o caso Silvano disse que “o Parlamento precisa de uma Comissão de Ética”.
Comentários