Sondagem SIC/Expresso: PS mais votado, mas é o que mais desce no Verão

O PS parte para o último ano da legislatura a cair nas intenções de voto, e mais longe da maioria absoluta.

Arménio Belo/Lusa

O Expresso Diário publica esta sexta-feira uma sondagem que mostra o PS e o PSD se mantêm mais ou menos na mesma. Isto é, nem os sociais-democratas descem nem os socialistas sobem.

No entanto o PS é ainda o partido mais votado. Mas se as eleições fossem hoje, não conseguia maioria absoluta. Segundo o barómetro de setembro para a SIC e para o Expresso, o PS foi mesmo o partido que mais perdeu em relação a julho.

Os resultados do estudo da Eurosondagem Expresso/SIC, realizado entre 5 e 12 de Setembro, revelam que o PS desce 0,6 pontos percentuais para 41,4% das intenções de voto, e o PSD de Rui Rio apresenta uma ligeira subida de 0,2% para 27,5%, mostrando que o desgaste que transparece para o público, fruto das críticas internas, não está a afectar as intenções de voto.

O Bloco de Esquerda registou uma subida marginal nas intenções de voto de 0,1% para 8%, apesar do “caso Robles” – deputado bloquista que se demitiu depois da notícia do Jornal Económico sobre o seu investimento no mercado imobiliário, contradizendo assim o que o partido defendia sobre a “especulação imobiliária”.

Por sua vez o CDS de Assunção Cristas, com 7,7% das intenções de voto, sobe de 0,2 pontos percentuais face à sondagem de há dois meses.

A CDU  (comunistas) caiu 0,4 pontos percentuais para 6,9%, e o PAN (Pessoas-Animais-Natureza) manteve-se em 0%.

Ao nível da popularidade dos líderes, o Presidente da República registou uma subida de 0,1 pontos percentuais para 64,3%, e o primeiro-ministro desceu 0,5 pontos percentuais para 33,7%.

Rui Rio registou uma quebra de 1 ponto percentual para 9,9%.

 

Ler mais
Recomendadas

Presidente do Supremo Tribunal pode receber mais 600 euros mensais do que o primeiro-ministro

Os salários dos magistrados têm um limite salarial máximo que os impede de ganhar mais do que o primeiro-ministro, mas, caso a revisão do estatuto proposta pelo PS venha a ser aprovada, termina este impedimento salarial.

Parlamento vota hoje projetos de resolução sobre Programa de Estabilidade

No debate do Programa de Estabilidade, na quarta-feira, os partidos de esquerda criticaram duramente o plano orçamental para o período 2019-2023, mas é esperado que ajudem a chumbar a rejeição do PSD e CDS aos programas.

Joana e Mariana Mortágua: “Leva o Bolsonaro para ao pé do Salazar”

“Ó meu rico Santo António, ó meu santo popular, leva lá o Bolsonaro, leva lá o Bolsonaro para ao pé do Salazar”. É assim a letra da música, que envolve o presidente do Brasil, cantada pelas deputadas do Bloco de Esquerda durante uma marcha do 25 de abril. A música foi cantada na presença de Catarina Martins, de Marisa Matias e de um deputado francês. O ditador António de Oliveira Salazar morreu em 1970.
Comentários