Sotheby’s arrecadou 1,3 milhões de euros por ténis usados por Michael Jordan em 1984

O basquetebolista utilizou os ténis Air Ships brancos e vermelhos antes da sua parceria com a empresa de desporto, que gerou a marca própria Air Jordan. Com esta marca, amplamente conhecida ainda nos dias de hoje, o jogador e a Nike desenvolveram ténis e peças de roupa.

Michael Jordan usou e valorizou. Um par de ténis Nike Air Ships usados em 1984, durante a sua primeira temporada com os Chicago Bulls, foi vendido em leilão por 1,47 milhões de dólares (1,27 milhões de euros).

Este foi o maior valor de sempre já pago por um artigo de memorabilia desportiva usado. A aquisição foi realizada por Nick Fiorella, um colecionador já conhecido do meio.

O basquetebolista utilizou os ténis Air Ships brancos e vermelhos antes da sua parceria com a empresa de desporto, que gerou a marca própria Air Jordan. Com esta marca, amplamente conhecida ainda nos dias de hoje, o jogador e a Nike desenvolveram ténis e peças de roupa.

“Este recorde para a Jordan Nike Air Ships afirma o lugar de Michael Jordan e do franchising Air Jordan no auge do mercado dos ténis”, afirmou Brahm Wachter, da Sotheby’s, após o leilão.

Unindo o basquetebol às peças de vestuário desportivo, Michael Jordan tornou-se um ícone global e o primeiro multimilionário da história do NBA. Jordan reformou-se do basquetebol em 2003 mas continua a ser conhecido pela sua longa carreira.

A leiloeira estimava que os ténis fossem arrebatados por um valor entre um milhão e 1,5 milhões de dólares (861 mil a 1,3 milhões de euros).

A Sotheby’s já tinha vendido uns Air Jordan de 1985, usados em jogos e autografados, por 560 mil dólares (482,3 mil euros) quando a estimativa de venda da leiloeira se situava entre os 100 mil e os 150 mil dólares (86 mil a 129,2 mil euros).

Apesar do elevado valor pago pelos Nike, este não foi o maior montante pelo que uns ténis foram vendidos. Kanye West (ou Ye, de acordo com a sua nova nomenclatura) vendeu um protótipo de uns Nike Air Yeezy 1 por 1,8 milhões de dólares (1,6 milhões de euros) em abril.

Recomendadas

Restaurante Zazah. Quando a cozinha de fusão é uma batida do coração

A cozinha de autor do chef Christian é de fusão. Exemplo disso é um mega pastel de bacalhau recheado com um ovo (mal cozido) que é servido partido ao meio. Sim porque o conceito do Zazah, no Príncipe Real, é de partilha. O restaurante tem IVAucher.

Em dezembro serve-se “Contrapeso” em Loulé

A 1ª edição do Festival Contrapeso quer afirmar a vitalidade dos agentes culturais e diversificar a oferta cultural na cidade algarvia. Até dia 5 de dezembro as águas vão andar agitadas.

JNcQUOI lança livro de homenagem a Maria de Lourdes Modesto

Ao todo, são 258 páginas que enaltecem os melhores pratos criados por Maria de Lourdes Modesto. Este é um projeto de edição limitada a 500 exemplares e disponível para venda no JNcQUOI. As receitas revertem na íntegra para a Associação CARITAS.
Comentários