Startup portuguesa cria aplicação para digitalizar carregamento de veículos elétricos

A aplicação Miio disponibiliza aos utilizadores de veículos elétricos informações sobre onde se encontram os postos de carregamento, qual a sua potência, se estão disponíveis e funcionais, qual o preço, entre outras informações. O utilizador pode ser notificado sobre quando se encontra disponível o posto que pretende utilizar, comparar preços, saber o estado atual e futuro da rede nacional e planear rotas.

A Miio – start up portuguesa, propôs-se a transformar o processo de carregamento de veículos elétricos, que passa agora a ser feito de forma 100% digital, através da aplicação para telemóvel da Miio, deixa de ser necessário recorrer a um cartão físico para se carregar um veículo elétrico na rede pública nacional gerida pela MOBI.E.

A aplicação Miio disponibiliza aos utilizadores de veículos elétricos informações sobre onde se encontram os postos de carregamento, qual a sua potência, se estão disponíveis e funcionais, qual o preço, entre outras informações. O utilizador pode ser notificado sobre quando se encontra disponível o posto que pretende utilizar, comparar preços, saber o estado atual e futuro da rede nacional e planear rotas.

Lançada há menos de dois anos, a Miio é atualmente a única aplicação que permite que o utilizador tenha um preço agregado, transparente e simplificado, com tudo incluído e comparável com tarifários de outros CEMEs (Comercializadores de Eletricidade para a Mobilidade Elétrica).

Daniela Simões, co-fundadora da Miio, explica que “os cartões de carregamento estão sempre suscetíveis a extravios e a serem perdidos, roubados ou partidos. Demos um primeiro passo na simplificação e transparência do carregamento, depois de percebermos que o utilizador não tinha controlo sobre o preço, duração do carregamento, estado do carregamento e kWhs consumidos. Com a app da Miio, o utilizador passou a ter acesso à monitorização do carregamento em tempo real e agora essa experiência passa a ser 100% digital”.

Através da aplicação é também possível saber, com base no posto, hora do dia e veículo, quanto é que o utilizador vai pagar por esse carregamento, e agora fazê-lo sem recurso a nenhum cartão, algo que não acontece com mais nenhuma outra solução disponível no mercado.

Por sua vez, Luís Barroso, presidente da MOBI.E, felicita a Miio “por esta inovação que é uma necessidade há muito sentida pelo crescente número de utilizadores da rede Mobi.E. Esta melhoria é consequência também dos esforços que a MOBI.E tem vindo a realizar, no sentido de disponibilizar cada vez mais funcionalidades aos agentes de mercado que lhes permitam desenvolver ferramentas que tornem mais fácil e apelativa a utilização da rede, dando vida a um futuro cada vez melhor e mais sustentável”.

A Miio torna-se na primeira empresa a disponibilizar em Portugal uma opção totalmente digital, proporcionando maior conveniência para os proprietários e utilizadores de veículos elétricos, tornando a experiência de carregamento na via pública cada vez mais simples, cómoda e transparente para o condutor.

Ler mais
Recomendadas

Ex-autarca do Porto diz que volumetria do projeto do El Corte Inglés é “absurda”

No mês passado, o Bloco de Esquerda denunciou que a Câmara do Porto “abdicou de 31 mil m2 para espaços verdes no projeto do Corte Inglês na Boavista, por considerar não serem necessários devido à proximidade da Rotunda da Boavista”. Para Nuno Cardoso, “tem uma densidade absolutamente desmesurada”.

PremiumPortugal é um mercado “importante” para a chinesa Oppo

A fabricante de smartphones quer crescer na Europa e vai investir 6 mil milhões em ‘R&D’ em três anos. Em Portugal, “reforçar a presença” deve passar por acordos com operadores e retalhistas.

PremiumEDP Renováveis vai construir centrais eólicas marítimas na Grécia

EDPR forjou parceria com companhia helénica para instalar 1,5 gigawatts nos mares gregos. Esta é a segunda parceria fechada em cinco meses na Grécia.
Comentários