Startups portuguesas já podem inscrever-se no programa de empreendedorismo da Abanca

A iniciativa procura promover o desenvolvimento de novos projectos ligados a fintech, insurtech, regtech e cibersegurança.

O Abanca abriu o período de inscrições para a quarta edição do programa de empreendedorismo e inovação através do qual pretende promover o arranque e o desenvolvimento de novos projectos empresariais baseados em tecnologia.

O mais recente Abanca Innova StartUp mantém a abordagem das suas três edições anteriores, ou seja,acompanhar os empreendedores no processo de desenvolvimento da sua ideia através de um extenso programa de formação que culminará com um projecto piloto que validará o seu modelo de negócio. O programa destina-se às empresas em fase de arranque nos sectores fintech, insurtech, regtech e cibersegurança.

O período de inscrições para participar no Programa começa hoje e termina no próximo dia 11 de Outubro e pode ser realizado aqui.

As propostas serão posteriormente analisadas e depois serão escolhidos 6 a 8 projectos para integrar o programa. As startups serão avaliadas pelos responsáveis das diferentes unidades de negócios do Abanca sob quatro perspectivas: tecnologia, negócios, inovação e investimento.

A primeira actividade em que participarão as startups selecionadas será um bootcamp que decorrerá entre os dias 26 e 30 de Outubro e que, este ano, excepcionalmente, será realizado à distância. Ao longo do processo de desenvolvimento das suas ideias, as startups poderão disfrutar de um conjunto de benefícios que inclui o uso de espaços de coworking nas instalações do Abanca Innova, o uso de Amazon Web Services, Google Cloud ou ferramentas de marketing digital, comunicação ou recursos humanos avaliados em mais de 150 mil euros.

Na edição anterior, apresentaram-se 57 startups das quais quinze portuguesas. No bootcamp, participaram dezanove startups das quais quatro portuguesas.

PCGuia
Ler mais
Recomendadas

Startup portuguesa Newton.ai expande negócio para a Arábia Saudita

A empresa que recorre à inteligência artificial para recrutamento venceu ainda uma competição saudita na qual participaram 300 concorrentes. Hélder Silva é o investigador e empresário por trás desta tecnológica que nasceu em Oxford e opera a partir de Silicon Valley.

Pandemia quebrou dois mitos: mercado está digitalizado e há investimento sempre disponível, dizem empresários e investidores

Estuda da consultora Beta-i concluiu que, para mais de um terço dos empreendedores, a principal inquietação é a criação de novos serviços e produtos digitais relevantes.

Online Pitch Day dá oportunidade a seis startups para dinamizar ecossistema nacional

Para conseguirem participar, as startups têm de cumprir um de dois requisitos obrigatórios: a equipa fundadora ser portuguesa ou a sede ser em território nacional.
Comentários