Subida nos pedidos de subsídio de desemprego abala Wall Street

A biofarmacêutica norte-americana Gilead Sciences está em contraciclo depois de ter divulgado resultados positivos de dois testes ao medicamento remdesivir, poderá um tratamento à Covid-19.

A bolsa de Nova Iorque abriu a sessão desta quinta-feira – a última do mês – em terreno negativo, depois de terem sido divulgados novos dados económicos pouco animadores para os Estados Unidos da América (EUA).

Além de as despesas dos consumidores terem caído 7,5% em março em termos homólogos, o Departamento do Trabalho dos EUA informou esta tarde que mais 3,84 milhões de norte-americanos solicitaram o subsídio de desemprego na semana passada, perfazendo um total de mais de 30 milhões em apenas seis semanas.

Assim, os três principais índices bolsistas de Wall Street estão no ‘vermelho’. O Dow Jones perde 1,29%, para os 24.314,96 pontos, o financeiro S&P 500 recua 0,93%, para os 2.912,30 pontos, e o tecnológico Nasdaq resvala 1,24%, para os 8.894,13 pontos. Já o Russel 2000 desvaloriza 3,66%, para os 1.318,75 pontos.

“A limitar hoje o sentimento está a revelação de que alguns países da zona euro, nomeadamente França e Espanha, registaram contrações económicas mais severas que o previsto no primeiro trimestre, que devem ser fortemente agravadas neste segundo trimestre”, explica Ramiro Loureiro, trader do Millennium bcp, numa nota de mercado.

A biofarmacêutica norte-americana Gilead Sciences está em contraciclo depois de ter divulgado resultados positivos de dois testes ao medicamento remdesivir, que poderá ser um tratamento à Covid-19. As ações sobem 0,72%, para 83,64 dólares.

A mesma linha segue a Microsoft, que sobe 0,73%, para 178,57 dólares, e a Tesla, que avança 7%, para 855,91 dólares, após as duas empresas terem reportado resultados acima das expectativas do mercado. Com o trabalho remoto e a ‘cloud’, a gigante tecnológica viu o lucro crescer 15% no primeiro trimestre, enquanto a fabricante automóvel apresentou um resultado líquido de 227 milhões de dólares.

Ontem ao final da tarde, a Reserva Federal norte-americana (Fed) anunciou que manteve a taxa de juro diretora inalterada no intervalo entre 0% e 0,25%. “Na conferência de imprensa que se seguiu, o presidente, Jerome Powell, prestou algumas declarações: a atividade económica pode não voltar rapidamente devido a vários fatores, como a falta de confiança do consumidor e a natureza global da crise, a Fed considera a política atual apropriada por enquanto, mas diz que todos precisamos fazer mais”, lembra André Pires, analista da XTB.

Quanto ao ‘ouro negro’, o preço do tipo de petróleo produzido no Texas (WTI) está com uma forte subida (+15,47%, para 17,49 dólares por barril), enquanto a cotação do barril de Brent está a valorizar 9,02% para 26,46 dólares.

Notícia atualizada às 15h01

Ler mais

Recomendadas

Nasdaq lidera quedas em Wall Street

As tecnológicas acentuaram as perdas, nomeadamente as FAANG. A Facebook perdeu 2,48%, a Apple cedeu 0,46%, a Amazon tombou 3%, a Netflix afundou 4,23% e a Alphabet, dona da Google, caiu 1,74%. Também a Microsoft teve uma sessão negativa, desvalorizando 3,09%.

Domingos Soares de Oliveira: “não há neste momento qualquer situação oficial entre o Benfica e o treinador Jorge Jesus”

“Conforme é sabido, o nosso presidente tem uma relação pessoal com o treinador Jorge Jesus, portanto é natural que converse com o treinador, mas não não há neste momento qualquer situação oficial entre o Benfica e o treinador Jorge Jesus”, vincou Domingos Soares de Oliveira.

PSI-20 fecha em alta com a ajuda do BCP que valorizou mais de 3%

O BCP foi a estrela da sessão ao subir mais de 3%. Mas a queda da EDP, depois das notícias de que a própria empresa deverá ser constituída arguida no processo de rendas excessivas, travou a subida do PSI-20 que fechou em alta, mas abaixo das principais praças da Europa.
Comentários