Suspensões no alojamento local em destaque na Assembleia Municipal de Lisboa de hoje

A reunião da Assembleia Municipal de Lisboa, decorrerá no Fórum Lisboa, está agendada para as 15 horas, e será palco da votação da proposta referente ao alojamento local,

Cristina Bernardo

A suspensão da autorização de novos registos de estabelecimentos de alojamento local nas áreas delimitadas e a promoção do acompanhamento e a monitorização das demais “zonas turísticas homogéneas” é um dos pontos na ordem dos trabalhos da reunião de hoje, 6 de novembro, da Assembleia Municipal de Lisboa.

A Câmara Municipal de Lisboa aprovou no passado dia 25 de outubro, em reunião privada do executivo, a suspensão da autorização de novos registos de estabelecimentos de alojamento local em algumas zonas. Desta vez, em sessão extraordinária, e aberta ao público, este tema volta a merecer especial atenção.

Recorde-se que a proposta para suspender a criação de novas unidades nas zonas do Bairro Alto, Madragoa, Castelo, Alfama e Mouraria, foi aprovada com votos favoráveis de PS, BE e PCP, e os votos contra de PSD e CDS-PP, segundo avançou então a agência Lusa. A suspensão deverá abranger também zonas como o Príncipe Real, Graça ou o Cais do Sodré.

Nesta altura, Fernando Medina deu ainda nota de que estaria para breve a elaboração de um regulamento que enquadre as novas regras referentes a esta atividade económica. Um regulamento que visa, para além da contenção do impacto do alojamento local, contemplar o impulso que esta atividade tem dado ao nível da reabilitação de casas devolutas e requalificação de novas casas da cidade.

Nesta reunião, para além de um primeiro período de intervenção do público, serão ainda votadas as autorizações para a celebração do contrato de concessão da “Operação Renda Acessível Integrada” nas freguesias de Belém, Lumiar e Parque das Nações e na Vila Macieira (freguesia de São Vicente), através de concurso público e afetação de património imobiliário tal como identificado no Caderno de Encargos.

Recomendadas

5G: Leilão cumpre 62 dias com propostas de 277,9 milhões de euros

As propostas do leilão 5G somaram hoje, no 62.º dia de licitação principal, 277,9 milhões de euros, mais uma vez num total de “seis rondas”, de acordo com a Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom).

Cofina Media avança com despedimento coletivo de 26 trabalhadores

A Cofina Media, que detém o Correio da Manhã e o Jornal de Negócios, entre outras publicações, vai avançar com um despedimento coletivo que envolve 26 postos de trabalho, segundo a carta enviada aos trabalhadores, consultada pela Lusa.

Mastercard apresenta nova calculadora da pegada de carbono dos clientes bancários

Os bancos podem integrar facilmente a Calculadora de Carbono nas suas aplicações móveis, através de novas APIs, agora disponíveis na Mastercard Developers. Esta ferramenta surge na sequência do novo estudo da Mastercard, realizado em 14 países europeus, incluindo Portugal, que mostra que a pandemia está a levar milhões de pessoas a considerar comportamentos mais sustentáveis. Sendo que 75% dos portugueses inquiridos reconheceu estar mais preocupado com a redução da pegada de carbono.
Comentários