Suspensões no alojamento local em destaque na Assembleia Municipal de Lisboa de hoje

A reunião da Assembleia Municipal de Lisboa, decorrerá no Fórum Lisboa, está agendada para as 15 horas, e será palco da votação da proposta referente ao alojamento local,

Cristina Bernardo

A suspensão da autorização de novos registos de estabelecimentos de alojamento local nas áreas delimitadas e a promoção do acompanhamento e a monitorização das demais “zonas turísticas homogéneas” é um dos pontos na ordem dos trabalhos da reunião de hoje, 6 de novembro, da Assembleia Municipal de Lisboa.

A Câmara Municipal de Lisboa aprovou no passado dia 25 de outubro, em reunião privada do executivo, a suspensão da autorização de novos registos de estabelecimentos de alojamento local em algumas zonas. Desta vez, em sessão extraordinária, e aberta ao público, este tema volta a merecer especial atenção.

Recorde-se que a proposta para suspender a criação de novas unidades nas zonas do Bairro Alto, Madragoa, Castelo, Alfama e Mouraria, foi aprovada com votos favoráveis de PS, BE e PCP, e os votos contra de PSD e CDS-PP, segundo avançou então a agência Lusa. A suspensão deverá abranger também zonas como o Príncipe Real, Graça ou o Cais do Sodré.

Nesta altura, Fernando Medina deu ainda nota de que estaria para breve a elaboração de um regulamento que enquadre as novas regras referentes a esta atividade económica. Um regulamento que visa, para além da contenção do impacto do alojamento local, contemplar o impulso que esta atividade tem dado ao nível da reabilitação de casas devolutas e requalificação de novas casas da cidade.

Nesta reunião, para além de um primeiro período de intervenção do público, serão ainda votadas as autorizações para a celebração do contrato de concessão da “Operação Renda Acessível Integrada” nas freguesias de Belém, Lumiar e Parque das Nações e na Vila Macieira (freguesia de São Vicente), através de concurso público e afetação de património imobiliário tal como identificado no Caderno de Encargos.

Recomendadas

Transtejo lança concurso de 57ME para aquisição de dez navios elétricos

A Transtejo vai lançar, na terça-feira, o concurso para a aquisição de dez navios de propulsão elétrica para as ligações fluviais entre a Margem Sul e Lisboa, num investimento de 57 milhões de euros, anunciou hoje a empresa.

‘Número 3’ do grupo El Corte Inglés demite-se por desavenças com a presidente

No centro dos desentendimentos entre o demissionário, Jesús Nuño de la Rosa, e a presidente executiva, Marta Álvarez, está o incumprimento do El Corte Inglés não ter cumprido os planos estratégicos delienados em 2018, como a reestruturação e a profissionalização do grupo espanhol.

STEF cresceu 12,2% em Portugal no quarto trimestre de 2019

No conjunto do exercício de 2019, o grupo de transporte e logística alcançou uma faturação de 3.441 milhões de euros, o que traduziu um crescimento de 5,7% (3,9% a perímetro constante).
Comentários