Talvez não conheça estes 6 custos bancários, mas pode ter de os pagar

Há situações em que talvez não sabia que lhe podem cobrar comissões bancárias. Descubra, neste artigo, seis encargos que pode evitar.

As comissões bancárias são uma das fontes de rendimento para as instituições financeiras e, como tal, é natural que cobrem pelos serviços prestados. Contudo, como cliente, deve estar atento ao que paga. Há serviços onde, provavelmente, não sabia que estavam a ser cobradas comissões bancárias e com os quais pode reduzir os custos bancários.

Custo bancário fácil de evitar: memorize sempre o PIN

Sabia que o esquecimento do código PIN do cartão Multibanco ou do cartão Visa pode, consoante a instituição emissora em questão, significar um custo bancário acrescido? Sim, pode pagar até 12 euros por causa deste esquecimento. Portanto, tenha sempre o código memorizado e – se possível – apontado num sítio seguro (por exemplo, num cofre).

 

Não deposite as moedas todas de uma vez

E sabia que se depositar moedas acima das 100 unidades de cada vez lhe pode ser cobrada uma comissão para o efeito? É verdade. Aqui vai um (óbvio) conselho: não deposite as moedas todas de uma vez, faça-o em montantes em que não seja cobrada uma comissão.

Para cortar nos custos bancários, corte na papelada

Um custo perfeitamente evitável é na “papelada” que a instituição emite, na forma de diferentes tipos de comprovativos. Por exemplo, a documentação relativa a prestações mensais a pagar com empréstimos ou o valor de crédito que resta pagar têm custos associados.

Pedidos de informação por escrito também pesam nos custos bancários. Estes comprovativos podem chegar, por vezes, até à casa dos 50 euros ou acima disso.

 

Renegociar crédito pode ser bom, mas também tem custos associados

Sim, renegociar um crédito pode significar poupanças mas também é indicativo de algumas despesas. O pagamento destas comissões pode mesmo chegar às centenas de euros.

Uma outra forma de diminuir as suas prestações mensais (redução esta que pode chegar aos 60%) é optar por um crédito consolidado. Basicamente junta todos os seus créditos num só

 

É melhor não se enganar a fazer transferências

Ao fazer uma transferência bancária é bom que tenha muita atenção ao IBAN que introduz. Sim, porque se fizer uma transferência bancária com o IBAN errado e a quiser anular, vai ter que pagar uma comissão para o efeito.

 

Alterar a titularidade da conta pode ser uma despesa

Às vezes, sobretudo por motivos de alteração do estado civil, é necessário recorrer à alteração da titularidade da conta bancária. Estas comissões de alteração da titularidade podem rondar os 5 euros, embora haja bancos que o façam gratuitamente.

O que pode fazer para contrariar isto? Para fugir a esta situação pode sempre cancelar esta conta e abrir uma nova. É gratuito.

Ler mais
Relacionadas

Tem uma conta no banco que não usa? Veja se está a perder dinheiro

Com o passar do tempo, é possível que deixe de usar e até se esqueça de alguma destas contas. Sabia que pode estar a perder dinheiro ao ter uma conta bancária inativa? Descubra porquê.

Usa cartão de crédito? Saiba como evitar fraudes e custos acrescidos

O uso de cartões de crédito é cada vez mais popular. Se ainda não tem, já deverá ter sido contactado pelo seu banco para adquirir um. Se já tem, provavelmente já recebeu uma chamada do seu banco para rever as condições. Mas sabe como usar um cartão de crédito? Descubra tudo neste artigo.

Quer abrir uma conta no banco? Saiba como fazer e que documentos reunir

Hoje em dia, poucas são as pessoas que não possuem uma conta bancária. Abrir conta no banco é um processo mais simples do que se pode imaginar, até porque atualmente até já é possível tratar de tudo 100% online e poucos são os documentos necessários. Saiba, neste artigo, como fazê-lo.

Crédito habitação: 6 formas de negociar o spread com os bancos

Existe um conjunto de requisitos e táticas que permitem negociar o spread com o banco. Descubra quais são.

Quanto pode poupar ao transferir o crédito pessoal para outro banco?

Caso tenha solicitado um empréstimo ao consumo em anos recentes e esteja a suportar uma TAEG elevada, sabia que poderá obter poupanças avultadas se transferir o crédito pessoal para outro banco?

Há 5 operações possíveis com cartão de crédito que facilitam a sua vida. Saiba quais

Para além do pagamentos de bens e serviços, o cartão de crédito pode ser útil em muitas outras situações. Descubra tudo sobre o tema neste artigo.
Recomendadas

Orçamento de Natal: Não perca as contas às compras

São muitos os consumidores que na azáfama das compras acabam por perder a perceção ao que efetivamente podem gastar, só percebendo mais tarde, do verdadeiro impacto destes gastos no orçamento familiar.

Devo utilizar crédito para fazer compras de natal?

É fácil comprar usando o cartão de crédito ou contratando um crédito. No caso do empréstimo pessoal, este crédito é chamado de fácil aprovação, mas não é barato. As letras miudinhas, pouco claras, desincentivam a leitura dos contratos e dificultam (muito!) a explicação dos encargos elevados que terá de pagar. As palavras “custos” e “juros” estão sempre presentes, pelo que o consumidor deve pensar duas vezes antes de usar o cartão ou o crédito pessoal para fazer as compras de Natal.

Salários até aos 686 euros ficam isentos de IRS em 2021

Retenção de IRS começa para quem ganha mais de 686 euros. Alívio no imposto do próximo ano que reflete a redução as taxas de retenção na fonte do IRS no início de 2021. Medida abrange dois milhões de contribuintes e contempla uma redução média (e progressiva) de 2% nas retenções. Trabalhadores dependentes já podem calcular quanto irão descontar todos os meses.
Comentários