PremiumTaxa agravada de IMI para zonas de pressão urbana

Com o IMT a dar sinais de que o seu crescimento está a abrandar, o Governo cria uma nova taxa para habitações acima do milhão de euros.

Através do Orçamento do Estado 2020, o Governo continua a sua batalha contra a degradação das cidades, principalmente no que tem a ver com as zonas consideradas de forte pressão urbanística.

Os terrenos para construção com aptidão para uso habitacional em zona de pressão urbanística e devolutos há mais de dois anos vão ter taxa agravada de IMI. Atualmente, a lei prevê que os prédios urbanos estejam sujeitos uma taxa entre os 0,2% e os 0,5%. Com a penalização que o Governo quer aplicar, a taxa de IMI será, para estes casos, “elevada ao sêxtuplo, agravada, em cada ano subsequente, em mais 10%”. Este agravamento do imposto “tem como limite máximo o valor de 12 vezes” da taxa atualmente prevista.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Ana Gomes apela a “unidade nacional” para evitar rutura nos serviços de saúde

A candidata presidencial Ana Gomes defendeu que “hoje é o dia” de ultrapassar as “diferenças ideológicas” e mobilizar num “esforço de unidade nacional” todos os recursos disponíveis para evitar a “rutura dos serviços básicos de saúde”.

Presidenciais: CNE recebe queixas de eleitores impedidos no voto antecipado por confinamento

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) recebeu hoje várias reclamações de cidadãos que não podem votar queixando-se de informações incompletas sobre os prazos para a inscrição no voto antecipado em confinamento para as eleições presidenciais.

Governo convoca Conselho de Ministros extraordinário após declarações de Marcelo

A RTP avança que o Governo vai reunir-se esta segunda-feira em Conselho de Ministros extraordinário e deverão ser decididas novas medidas de restrição.
Comentários