Taxa de desemprego em mínimos de 2002 no mês de setembro

A taxa de desemprego situou-se em 6,6%, menos 0,3 pontos percentuais (p.p.) que no mês anterior (6,9%), menos 0,2 p.p. em menos 2,0 p.p. (8,6%) que no mesmo mês de 2017, revelam as estimativas mensais de emprego e desemprego do Instituto Nacional de Estatística (INE).

A taxa de desemprego situou-se nos 6,6%, no passado mês de setembro menos 0,3 pontos percentuais (p.p.) que no mês anterior (6,9%), e menos 2,0 p.p. (8,6%) que no mesmo mês de 2017. Este valor representa uma revisão nula da estimativa provisória divulgada há um mês, sendo que desde setembro de 2002 que não era registada uma taxa de desemprego tão baixa, de acordo com as estimativas mensais de emprego e desemprego divulgadas pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) esta quinta-feira.

Em relação ao mês anterior, a população desempregada diminuiu 5,0% (menos 18 mil pessoas) e a população empregada aumentou 0,2% (mais 8,8 mil pessoas). As estimativas provisórias da taxa de desemprego de outubro deste ano apontam para 6,7%, mais 0,1 p.p. que no mês de setembro.

População empregada
Em setembro de 2018, a população empregada estimada era de 4.814 pessoas, num aumento de 0,2% (8,8 mil) em relação ao mês anterior (agosto de 2018) e 2,1% (98,0 mil) comparado com o período homólogo de 2017. Este número representa uma revisão praticamente nula da estimativa provisória publicada em agosto.

Em outubro do corrente ano, a estimativa provisória da população empregada atingiu as 4.809 pessoas, tendo diminuído 0,1% (5,2 mil) em relação ao mês anterior e aumentado 1,7% (78,7 mil) em comparação com outubro de 2017. A taxa de emprego situou-se nos 61,9% diminuindo 0,1 pontos percentuais (p.p.) em relação ao mês anterior e aumentado 1,1 p.p. em comparação com o período homólogo de 2017.

População desempregada
Em setembro de 2018, a população desempregada estimada foi de 340,9 mil pessoas, tendo diminuído 5,0% (18 mil) em relação a agosto de 2018, 3,3% (11,5 mil) em comparação com junho de 2018 e 22,7% (100,3 mil) em relação a setembro de 2017.

A taxa de desemprego no mesmo mês situou-se nos 6,6%. Em relação ao mês anterior registou uma ligeira diminuição de 0,3 p.p., tendo igualmente diminuído relativamente ao ano anterior (2,0 p.p.). Para se verificar uma taxa tão baixa é necessário recuar até setembro de 2002.

População ativa
A população ativa em setembro de 2008 era de 5.155 mil pessoas, diminuindo 0,2% (9,3 mil) em relação ao mês anterior (agosto de 2018) e 2,3 mil em comparação com o período homólogo de 2017. Este valor representa uma revisão em alta, de 1,1 mil do valor provisório publicado em agosto.

Em relação à taxa de atividade situou-se nos 66,4%, mantendo-se inalterada em relação ao mês anterior e ao período homólogo de 2017. Em setembro de 2018, a população ativa registou um recuo mensal de 9,3 mil pessoas, face à conjugação da diminuição da população desempregada (18 mil) com o aumento da população empregada (8,8 mil).

Ler mais
Recomendadas

Novo crédito ao consumo sobe 14% até outubro para quase 3,9 mil milhões de euros

Os bancos concederam 397 milhões de euros em novos créditos ao consumo em outubro, ascendendo o total desde janeiro aos 3,882 mil milhões de euros, mais 14% do que em 2017, divulgou esta terça-feira o Banco de Portugal.

Banco de Portugal: empréstimos concedidos pelos bancos descem 0,8% no mês de outubro

No mês de outubro os empréstimos concedidos pelos bancos a sociedades não financeiras apresentaram uma taxa de variação anual (tva) de -0,8%, comparado com os -0,3% registados em setembro.

Conselho das Finanças Públicas divulga publicação sobre o sistema de saúde em Portugal

O CFP descreve os principais elementos que caracterizam um sistema de saúde, comparando o sistema português com o dos restantes países da OCDE e detalhando o modelo vigente em Portugal.
Comentários