Taxas Euribor caem a três meses, a seis e a 12 meses

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação, desceu hoje para -0,337%, menos 0,004 pontos e contra o atual mínimo de sempre, de -0,448%.

As taxas Euribor desceram hoje a três meses, a seis e a 12 meses em relação a segunda-feira.

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação, desceu hoje para -0,337%, menos 0,004 pontos e contra o atual mínimo de sempre, de -0,448%, verificado em 03 de setembro.

No mesmo sentido, no prazo de 12 meses, a taxa Euribor recuou, ao ser fixada em -0,270%, menos 0,010 pontos e contra o atual mínimo, de -0,399%, em 21 de agosto.

A Euribor a três meses também desceu hoje, para -0,401%, menos 0,003 pontos e contra o atual mínimo de sempre, de -0,448%, registado em 03 de setembro.

A evolução das taxas de juro Euribor está intimamente ligada às subidas ou descidas das taxas de juro diretoras do Banco Central Europeu (BCE).

As taxas Euribor acentuaram o valor negativo depois da indicação de Frankfurt de que vai manter as taxas de juro diretoras nos níveis baixos, em vez das subidas que se perspetivavam, e de que podem mesmo voltar a baixar, perante a pouca solidez do crescimento económico da zona euro.

A taxa de juro aplicada às principais operações de refinanciamento está em 0%, a taxa de facilidade permanente de cedência de liquidez em 0,25% e a taxa de facilidade permanente de depósito em -0,50%.

As taxas Euribor a três, a seis e a 12 meses entraram em terreno negativo em 2015, em 21 de abril, 06 de novembro e 05 de fevereiro, respetivamente.

As Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de 57 bancos da zona euro está disposto a emprestar dinheiro entre si no mercado interbancário.

Ler mais

Recomendadas

Trânsito condicionado na Baixa de Lisboa amanhã

Em causa está um desfile de Carnaval. A Câmara Municipal de Lisboa diz que terá implicações em diversas artérias da freguesia de Santa Maria Maior.

Dicas para uma utilização segura do MB Way

Alertamos para as cobranças bancárias pelo uso do MBWAY: Informe-se junto do seu banco sobre a possível cobrança de uma comissão ou valor pela utilização desta app. Cada vez mais os bancos disponibilizam as suas próprias aplicações, procurando com esta estratégia combater o MBWAY.

Contribuintes podem comunicar agregado familiar e atualizar dados até dia 21

Em informação enviada à Lusa, o Ministério das Finanças explicou que “o prazo legalmente previsto termina no dia 15 [sábado]. No entanto, os dados que forem comunicados por essa via até ao final do próximo dia 21 de fevereiro ainda serão considerados pela AT”.
Comentários