Trabalha a recibos verdes? Termina hoje o prazo para entregar declaração da Segurança Social

Após a entrega da terceira declaração, os trabalhadores independentes vão entregar a próxima em outubro, relativamente a julho, setembro e agosto. 

Termina esta quarta-feira mais um prazo para a entrega da declaração trimestral para os trabalhadores a recibos verdes. Esta é terceira declaração e corresponde aos rendimentos dos meses de abril, maio e junho, indica a Segurança Social.

A entrega desta declaração passou a ser obrigatória para os trabalhadores independentes devido ao novo regime contributivo. No entanto, apenas os trabalhadores que apresentem rendimentos médios mensais acima de quatro indexantes de apoios sociais, no valor de 1.743 euros, é que estão obrigados a apresentar a mesma declaração à Segurança Social.

Após a entrega da terceira declaração, os trabalhadores independentes vão entregar a próxima em outubro, relativamente a julho, setembro e agosto.

O pagamento destas prestações é mensal e tem de ser realizado, obrigatoriamente, entre os dias 10 e 20 do mês seguinte. Caso exista uma falha na entrega desta declaração no prazo estipulado, o contribuinte constitui uma contraordenação e está ainda sujeito a uma multa entre os 50 e 250 euros.

Recomendadas

EUA: Powell reitera novamente apoio da Fed à retoma e aponta a “teste mais exigente” no capítulo laboral

O presidente da Fed voltou a reforçar o compromisso do organismo com o apoio à retoma nos EUA e, apesar de vários governadores do Comité da autoridade monetária verem já progresso suficiente no mercado laboral, esclareceu que pretende ver a economia passar “um teste mais exigente” neste capítulo.

Fed revê crescimento dos EUA em baixa e inflação em alta para este ano

A Reserva Federal estima que o crescimento real do PIB norte-americano seja menor do que os 7% estimados em junho, apontando agora para 5,6% em 2021, mas prevê que 2022 traga uma evolução do PIB mais favorável do que o calculado há três meses.

“Basta de destruir” o Fisco. Trabalhadores dos impostos fazem greve de 1 a 5 de dezembro

Em causa está o descontentamento dos trabalhadores contra a demora na regulamentação na carreira ou a perda de autonomia da Autoridade Tributária e Aduaneira, revela esta quarta-feira o STI.
Comentários