Tráfego rodoviário caiu 16,3% na Madeira

Em janeiro e fevereiro existiu uma descida de 26,5% e 27,9% no tráfego rodoviário, enquanto que em março verificou-se uma subida de 13,8%.

O tráfego rodoviário na Via Rápida e Vias Expresso, teve uma quebra de 16,3% na Madeira, no primeiro trimestre, face ao período homólogo, indicam os dados da Direção Regional de Estatística (DREM).

Registou-se uma quebra de 16,2% no tráfego de ligeiros e de 20,2% no de pesados.

A DREM diz ainda que em janeiro e fevereiro existiu uma descida de 26,5% e 27,9% no tráfego rodoviário enquanto que em março verificou-se uma subida de 13,8%.

“Não será alheio o facto de na segunda quinzena de março de 2020 terem existido restrições à atividade económica mais severas que no mês homólogo de 2021”, referiu a DREM sobre o aumento do tráfego rodoviário em março.

Em 2021 o tráfego médio diário rodoviário foi de 759.061 veículos na Via Litoral e Vias Expresso.

Recomendadas

Madeira admite possibilidade de recuar na decisão dos testes rápidos a partir de julho para quem chega à Região

O governante realçou que o avançar ou não da medida está dependente não só da evolução da situação epidemiológica da Região, mas também da situação que se verificar em Portugal Continental, nomeadamente na Área Metropolitana de Lisboa.

Madeira ainda não registou casos de infeção pela variante Delta

Pedro Ramos falava no âmbito da assinatura de um contrato-programa com a Mesa da Saúde Privada da Associação Comercial e Industrial do Funchal (ACIF), no Funchal, que estabelece 16 novos postos para a realização de testes rápidos antigénio (TRAg) para a Covid-19.

Câmara do Funchal atribui 12.500 euros à Associação Regional de Canoagem da Madeira

O apoio visa auxiliar a organização do Campeonato Nacional Canoagem Mar/Madeira Ocean Challenge, e decorre no âmbito do programa  da Autarquia de apoio ao associativismo e atividades de interesse municipal.
Comentários