Três filmes portugueses no festival suíço Visions du Réel que começa hoje

O festival suíço de cinema Visions du Réel, que começa hoje, volta a acontecer apenas nos pequenos ecrãs, por causa da pandemia, e com três filmes portugueses, dois dos quais em estreia mundial. O Visions du Réel, focado no documentário, cumprirá a 52.ª edição apenas com programação ‘online’, contornando as restrições sanitárias na Suíça. Na […]

O festival suíço de cinema Visions du Réel, que começa hoje, volta a acontecer apenas nos pequenos ecrãs, por causa da pandemia, e com três filmes portugueses, dois dos quais em estreia mundial.

O Visions du Réel, focado no documentário, cumprirá a 52.ª edição apenas com programação ‘online’, contornando as restrições sanitárias na Suíça.

Na competição internacional de médias e curtas-metragens estão “Sortes”, de Mónica Martins Nunes, e “Timkat”, de Ico Costa, ambos em estreia mundial.

“Sortes” tem coprodução alemã, foi rodado no Alentejo, registando a paisagem humana e rural da serra de Serpa, marcada pela desertificação.

“Timkat”, de Ico Costa, foi rodado na Etiópia e regista um ritual religioso de purificação e batismo, que reúne milhares de pessoas junto ao rio Jordão.

Na secção “Latitudes” do Visions du Réel estará o filme “No táxi do Jack”, de Susana Nobre e no qual conta a história de Joaquim Calçada, antigo mecânico de aviões e motorista, que esteve emigrado nos Estados Unidos e regressou duas décadas depois a Portugal, para se reformar.

O festival estender-se-á até ao dia 25.

Ler mais
Recomendadas

PremiumJulião Sarmento: Eternamente indisponível para banalidades

Foi um dos mais internacionais artistas portugueses, mas também um dos mais internacionalistas, para quem as fronteiras foram sempre desprezíveis ou inexistentes. Soares não falhou a possibilidade de o tornar comendador, não fosse o destino reservar-lhe o impossível anonimato.

Livro: “Mundo Subterrâneo: Uma Viagem pelas Profundezas do Tempo”

Robert Macfarlane relata-nos uma viagem extraordinária pela nossa relação com a escuridão e por tudo o que repousa sob a superfície. É a primeira edição em português deste autor britânico.

Jardim Botânico da Madeira alvo de requalificação

O presidente do executivo madeirense confirmou também que será concluído o projeto para a instalação de uma ala tropical no Jardim Botânico, que deverá ter uma área de cinco mil metros quadrados.
Comentários