Trudeau contraria Trump e mantém fronteira com EUA fechada mais um mês

O primeiro-ministro Justin Trudeau afirmou que adoraria “ter a fronteira aberta… mas não podemos fazer isso a menos que estejamos confortáveis ​​com a segurança dos canadianos”. Donald Trump estava convicto de que esta fronteira abriria em breve.

Twitter/G7

A medida foi confirmada por Bill Blair, ministro da Segurança pública do Canadá, que justifica o encerramento face à disseminação crescente da Covid-19 nos dois países. A fronteira entre Estados Unidos e Canadá permanecerá encerrada até ao dia 21 de novembro, segundo a “Reuters”.

O primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, afirmou que adoraria “ter a fronteira aberta… mas não podemos fazer isso a menos que estejamos confortáveis ​​com a segurança dos canadianos”, em entrevista à rádio “AM 900 CHML Hamilton” esta segunda-feira, dia 19 de outubro.

“No momento, a situação nos Estados Unidos continua a ser motivo de preocupação”, acrescentou Trudeau.

No mês passado, no dia em que a extensão da fronteira foi confirmada, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que esta fronteira abriria “em breve” porque o Canadá queria que as restrições fossem suspensas. Mas o governo do Canadá deixou claro que não deseja que as restrições sejam removidas até que a Covid-19 esteja sob controlo em ambos os países.

Recomendadas

“Sobreviver a Pão e Água”. “Centenas” de membros do movimento dispostos a regressar à greve de fome se Governo não aprovar medidas exigidas

Movimento diz que Governo disse que iria apresentar em breve várias das medidas por si exigidas. Se até dia 11 de dezembro, não apresentar as restantes medidas ameaçam que com o regresso à greve de fome em frente ao Parlamento e por todo o país, com “mais de uma centena de pessoas”.

Natal e passagem de ano: estas são as 14 regras que vão vigorar

Restaurantes abertos até à uma da manhã nas noites de natal e de passagem de ano, e natal sem interdição de circulação entre concelhos são algumas da medidas que vão vigorar durante a época festiva. Governo avalia medidas a 18 de dezembro à luz da evolução da pandemia da Covid-19.

Costa adia anúncio de medidas de apoio para as rendas do comércio e da restauração

A 21 de novembro, o primeiro-ministro anunciou que as medidas de apoio para as rendas de lojas e restaurantes seria anunciada nos dias seguintes. Passados 15 dias, o Governo ainda não anunciou os apoios e adiou para a próxima semana.
Comentários