Turismo da Madeira fecha 2019 com descida de 2% e 4% nas dormidas e proveitos totais

As dormidas chegaram aos 8,2 milhões e os proveitos totais aos 407 milhões de euros.

O turismo da Madeira registou em 2019 uma descida de 2% e de 4% nas dormidas e nos proveitos totais, diz a Direcção Regional de Estatística (DREM). Os proveitos de aposento quebram 4%.

As dormidas em 2019 na Madeira, vindas do turismo foram 8,2 milhões enquanto que os proveitos totais ficaram nos 407 milhões de euros e os proveitos de aposento nos 268 milhões de euros.

A hotelaria teve uma descida de 4% nas dormidas enquanto que o alojamento local subiu 6,4%.

Os mercados da Grã-Bretnaha, Alemanha, e franca, quebraram 7%, 9% e 5% enquanto que os turistas vindos de Portugal subiram 13%.

Verificaram-se quebras de 4% na ocupação-cama, que ficou nos 58%, enquanto que a receita por quarto disponível (RevPAR) desceu 6% para os 44,32 euros.

Apesar destas quebras a estada média na Madeira subiu de 4,94 para 5,10 noites.

Ler mais
Recomendadas

Funchal leva cultura para ambiente online

Estão programados 40 eventos, entre abril e maio, em ambiente online.

Funchal reforça aquisição de material médico-veterinário para animais

Entre o material adquirido está vacinas, desparasitantes diversos para cães e gatos, e também outros medicamentos e equipamentos, como chips, seringas e agulhas.

IVBAM suspende até junho taxas de ocupação de espaço em depósito

O conselho de Governo determinou também o estabelecimento de um acordo de cooperação com a Madeira Air Integrated Solutions (MAIS), até aos 600 mil euros, para estimular a expedição dos produtos da agricultura, das pescas e do agroalimentar que reúnam vantagens competitivas nos mercados exteriores da região.
Comentários