Turismo: Dormidas a norte continuam em alta. Madeira é a única região a recuar

Segundo o INE, o Algarve concentrou 33,8% das dormidas, seguindo-se a AM Lisboa (23,9%) e o Norte (14,9%), sublinhando ainda que, desde o início deste ano, são de realçar os acréscimos no Norte de 9,6%,  de 7,9% no Alentejo e na RA Açores de 6,5%.

Braga (Portugal)

Em setembro, a atividade turística em Portugal pautou-se pelo registo de aumentos das dormidas em todas as regiões (o Norte e a AM Lisboa destacaram-se com crescimentos de 8,0% e 5,1%, respetivamente) com exceção da RA Madeira que revelou, neste período, um recuo de 4,1%, segundo avançam os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgados esta sexta-feira, dia 15.

A análise aponta ainda que o Algarve concentrou 33,8% das dormidas, seguindo-se a AM Lisboa (23,9%) e o Norte (14,9%), sublinhando ainda que, desde o início deste ano, são de realçar os acréscimos no Norte de 9,6%,  de 7,9% no Alentejo e na RA Açores de 6,5%.

Ao detalhe, é possível verificar que as dormidas dos portugueses apresentaram, em setembro, aumentos em todas as regiões inclusive na RA Madeira que neste indicador cresceu 8,7%, destacando-se ainda a RA Açores com um aumento de 13,1%, e Algarve com mais 7,0%. No conjunto dos nove primeiros meses do ano, salientaram-se o Alentejo com um aumento de 11,8% e a RA Açores com mais 11,0%. Neste caso, pela negativa destaca-se a AM Lisboa que desceu 0,3%.

Apenas em setembro, em termos de dormidas de estrangeiros, voltam a destacar-se os crescimentos no Norte (10,5%) e AM Lisboa (6,5%). Desde o início do ano, destacaram-se as evoluções registadas no Norte que subiu 11,4%, AM Lisboa com mais 5,0% e, em sentido contrário, a RA Madeira que caiu 4,7%.

Lisboa e Albufeira concentraram 1/3 das dormidas de estrangeiros 

Segundo apurou o INE, a Lisboa corresponderam 17,4% do total das dormidas em setembro, quota que sobe para 18,9% no período de janeiro a setembro. Neste período acumulado, as dormidas em Lisboa registaram um crescimento de 4,2%.

Nos primeiros nove meses do ano, as dormidas de estrangeiros representaram 84,3% do total de dormidas no município, tendo concentrado 22,9% do total das dormidas no país por parte de não residentes.

Albufeira apresentou pesos de 13,6% nas dormidas em setembro e de 12,8% no conjunto dos primeiros nove meses do ano, verificando-se que, neste período, as dormidas aumentaram 2,1%. Os estrangeiros representaram 76,7% do total neste município e corresponderam a 14,1% do total nacional de dormidas de não residentes, no conjunto dos primeiros nove meses do ano.

De janeiro a setembro, entre os municípios mais representativos no total nacional, Matosinhos sobressaiu com a maior quota de residentes (58,9%), seguindo-se Braga (51,4%). Neste período, os estrangeiros foram especialmente predominantes (93,0%) no município de Santa Cruz (RA Madeira).

Ler mais
Recomendadas

Seguradora Fidelidade entra no mercado chileno

Com esta entrada no Chilea Fidelidade vai também apostar em alianças com parceiros estratégicos locais, alavancadas numa rede ampla de corretores e grandes retalhistas e de bancassurance, apostando numa qualidade de serviço superior com o objetivo de proporcionar o melhor serviço aos clientes.

PAN pede campanha informativa sobre 5G em Matosinhos

Matosinhos tem uma Zonal Livre Tecnológica, promovida pelo CEiiA – Centro de Engenharia e Desenvolvimento, da qual faz parte a NOS. A operadora usa a zona para testar 5G e em outubro anunciou ter coberto “integralmente” com a nova tecnologia móvel. Agora o PAN pede palestras, conferências e debates por toda a cidade para explicar o que é o 5G.

PremiumPropostas não vinculativas pela Brisa são esperadas até 19 de dezembro

O grupo José de Mello e o fundo Arcus, que controlam a maioria do capital, colocaram à venda 80% da empresa (40% cada um).
Comentários