UE/Presidência: Presidente Eurogrupo adia visita devido a agravamento da pandemia na Irlanda

O presidente do fórum de ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo), o irlandês Paschal Donohoe, adiou a deslocação a Lisboa prevista para quinta-feira devido à situação da pandemia de Covid-19 na Irlanda, disse à Lusa a sua porta-voz.

De acordo com a porta-voz, o presidente do Eurogrupo decidiu não viajar para Lisboa esta semana, como estava previsto, devido à “evolução recente da situação de saúde pública na Irlanda relacionada com a covid”, mas tenciona deslocar-se a Portugal “assim que a situação o permitir”.

Depois da visita de terça-feira a Lisboa do presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, que assinalou o ‘arranque’ da presidência portuguesa do Conselho da UE no primeiro semestre deste ano, Paschal Donohoe era o segundo alto responsável europeu a deslocar-se a Portugal, estando previsto ser recebido na quinta-feira pelo ministro das Finanças, João Leão.

Durante este semestre, enquanto Donohoe dirige os trabalhos (informais) do Eurogrupo, caberá a Leão presidir aos Conselhos de ministros das Finanças da UE (Ecofin). As próximas reuniões estão previstas já para 18 de janeiro (Eurogrupo) e 19 de janeiro (Ecofin).

A Irlanda registou nos últimos dias uma forte subida no número de novos casos de infeção e de hospitalizações devido à covid-19, tendo na terça-feira contabilizado mais de 5 mil novos casos e 17 óbitos, elevando os totais desde o início da pandemia para mais de 113 mil contágios e 2.282 mortes.

De acordo com as autoridades sanitárias irlandesas, 25% dos novos casos detetados são da nova variante do coronavírus detetada em dezembro no sul de Inglaterra.

Recomendadas

Ikea e Lenovo ainda têm milhões de dólares presos no navio que encalhou o Canal do Suez

Várias empresas que detém produtos bloqueados no Ever Given admitiram à “CNN” que não sabem o andamento do processo relativamente aos seus bens, uma vez que os procedimentos legais estão em curso e foram excluídos das negociações da batalha legal.

Ex-conselheiro divulga mensagens e acusa Boris Johnson e Matt Hancock de péssima gestão da pandemia

Mensagem do WhatsApp publicadas pelo ex-assessor do primeiro-ministro britânico parecem revelar que a mentira estava na primeira linha do combate à Covid-19.

Alemanha decidida em acabar com o teletrabalho

Tendo em conta que Alemanha suspendeu gradualmente as medidas de restrições nas últimas seis semanas o teletrabalho não precisa ser estendido além de 30 de junho.
Comentários