União Europeia “muito preocupada” que Reino Unido rasgue acordo do Brexit

Ignorando as advertências que já recebeu de Bruxelas, relativamente que a quebra do tratado iria impedir qualquer acordo comercial, Londres garantiu que iria ignorar algumas partes do acordo assinado em janeiro deste ano, que colocou um ponto final a anos de negociação.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, admitiu estar “muito preocupada” com a hipótese do Reino Unido rasgar o acordo alcançado para o Brexit, depois do Governo britânico reconhecer, de forma explícita, que pode ignorar determinadas partes do tratado de divórcio, violando uma lei internacional.

Na rede social Twitter, von der Leyen manifestou estar preocupada “com os anúncios do Governo britânico sobre as suas intenções de violar o Acordo de Saída [da União Europeia]”, uma vez que isso “violaria o direito internacional e enfraqueceria a confiança”. “Pacta sunt servanda = a base de relações futuras prósperas”, acrescentou ainda a presidente da Comissão Europeia, citando um princípio base do direito internacional.

Ignorando as advertências que já recebeu de Bruxelas, relativamente que a quebra do tratado iria impedir qualquer acordo comercial, Londres garantiu que iria ignorar algumas partes do acordo assinado em janeiro deste ano, que colocou um ponto final a anos de negociação.

O Governo britânico assumiu que o direito internacional seria quebrado “de uma forma muito específica e limitada”. Por sua vez, John Major, antigo primeiro-ministro conservador, deixou o alerta ao governo de que “se perdermos a nossa reputação de honrar as promessas, teremos perdido algo além do preço que nunca pode ser recuperado”.

As conversas de uma possível quebra chegam no dia em que o negociador-chefe da União Europeia, Michel Barnier, aterrou em Londres para iniciar uma nova ronda de negociações comerciais. De acordo com a “Reuters”, estas conversas de uma possível quebra podem significar que o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, não quer aceitar as negociações já impostas.

Recomendadas

Oxfam: 1% mais ricos do mundo são responsáveis por mais do dobro das emissões poluentes do que 50% mais pobres

O relatório alertou ainda para o consumo excessivo do carbono por parte dos mais ricos, assumindo que estes estão a esgotar o “orçamento de carbono” mundial, sustentando que este é “finito”.

Reino Unido em fase crítica da pandemia, alerta diretor-geral de Saúde

“A tendência no Reino Unido está a ir em direção contrária e estamos a entrar num ponto crítico da pandemia”, admitiu o diretor-geral de Saúde de Inglaterra, Chris Whitty. “Estamos a analisar os dados para perceber como gerir a propagação do vírus antes que chegue um inverno desafiador”, explicou o médico consultor.

Biden diz que substituição no Supremo antes das eleições é “exercício de poder brutal”

“Se o Presidente Trump insiste em dar um nome, o Senado não deverá agir antes que os americanos possam escolher o seu próximo Presidente e o seu próximo Congresso”, prosseguiu o antigo vice-presidente de Barack Obama, que lidera as sondagens nacionais para a corrida à Casa Branca.
Comentários