Universidade dos Açores lança incubadora para promover inovação nas empresas

O lançamento acontece esta quarta-feira. Objetivo passa por diversificar e aumentar produtos e serviços, e qualificar as ofertas apresentadas ao mercado quando este recuperar da crise provocada pela pandemia.

A Universidade dos Açores vai lançar uma incubadora, a InUAc, na quarta-feira, que visa criar soluções inovadoras permitindo ao arquipélago ultrapassar a crise que se está a viver em consequência da quebra na atividade económica provocada pela pandemia.

“O tecido económico dos Açores necessita como nunca de inovação, tanto para diversificar e aumentar os seus produtos e serviços, como para qualificar as ofertas que apresentará ao mercado quando este recuperar da crise imposta pela Covid-19”, afirma Sandra Dias Faria, pró-reitora para a Inovação e Empreendedorismo da Universidade dos Açores.

“A InUAc constitui-se como um contributo decisivo não só para a estratégia de requalificação da universidade – que quer aproximar-se do tecido empresarial – como de todo o arquipélago: quando o mercado retomar o seu fluxo normal, quem tiver implementado novas soluções para o seu negócio terá maiores vantagens na retoma”, afirma.

Depois de lançada a incubadora os Açores passam a beneficiar de três novos polos de incubação – em São Miguel, Terceira e Faial – que têm como intuito o desenvolvimento empresarial.

“Queremos contribuir para desenvolver e melhorar produtos das empresas, numa entreajuda com os centros de investigação e laboratórios, com a comunidade universitária e local, e com as outras incubadoras dos Açores”, diz Sandra Dias Faria.

Para Luís Matos Martins, CEO dos Territórios Criativos, empresa de dinamização de incubadoras e parceira da Universidade dos Açores, existe “uma forte preocupação em transferir o conhecimento gerado na universidade para as empresas que já estão no mercado e com alguma dimensão. A isto chamamos transferência de conhecimento”.

A Universidade dos Açores pretende através deste tipo de iniciativas transformar a investigação e o conhecimento científico em negócio, obter dispersão geográfica de oportunidades, e criar uma relação de proximidade com as empresas.

Ler mais
Recomendadas

Zona Franca da Madeira: Bloco diz que decisão de Bruxelas põe em causa a capacidade da Autoridade Tributária nacional e regional de exercerem fiscalização

O Bloco quer ouvir com urgência no Parlamento o Governo depois de Bruxelas concluir que a “aplicação do regime de auxílios da Zona Franca da Madeira em Portugal” não cumpre as regras europeias. O BE deixa críticas à falta de fiscalização por parte da Autoridade Tributária central e da AT da Região Autónoma da Madeira. “A Zona Franca da Madeira continuou a ser utilizada para esquemas de planeamento fiscal agressivo”, disse a deputada Mariana Mortágua. Governo regional e a sociedade que gere a Zona Franca discordam das conclusões de Bruxelas.

39 estabelecimentos de ensino do Funchal distinguidos com bandeira Eco-Escolas

O programa Eco-escola tem por objetivo reconhecer o trabalho realizado pelos estabelecimentos escolares em benefício do ambiente.

Madeira atinge recorde diário de casos positivos de covid-19

A Madeira tem 226 casos ativos de coronavírus, 42 importados e 184 de transmissão local.
Comentários