Uso obrigatório da máscara na rua. Multas até 500 euros

A lei entra em vigor na quarta-feira e vai durar 70 dias. A medida é avaliada no final deste período.

A obrigatoriedade do uso de máscara na rua entra em vigor na quarta-feira, 28 de outubro, e vai durar durante 70 dias.  Após este período, a lei é “avaliada, quanto à necessidade da sua renovação, no final desse período”, segundo a lei.

“É obrigatório o uso de máscara por pessoas com idade a partir dos 10 anos para o acesso, circulação ou permanência nos espaços e vias públicas sempre que o distanciamento físico recomendado pelas autoridades de saúde se mostre impraticável”, de acordo com o diplima

As multas variam entre os 100 e os 500 euros para quem for apanhado a prevaricar.

Esta lei também é válida para as regiões autónomas dos Açores e da Madeira, “com as devidas adaptações, atendendo às especificidades regionais, mediante decreto do respetivo governo regional”.

É possível ficar dispensado do uso de máscara através da aprovação de um “atestado médico de incapacidade multiusos ou de declaração médica, no caso de se tratar de pessoas com deficiência cognitiva, do desenvolvimento e perturbações psíquicas”, ou de uma “declaração médica que ateste que a condição clínica da pessoa não se coaduna com o uso de máscaras”.

Ao mesmo tempo, o uso fica dispensado quando “o uso de máscara seja incompatível com a natureza das atividades que as pessoas se encontrem a realizar”.

A lei também estabelece que o uso de máscara fica dispensado “em relação a pessoas que integrem o mesmo agregado familiar, quando não se encontrem na proximidade de terceiros”.

Ler mais
Recomendadas

Mais de metade das empresas portuguesas antevê queda das vendas no primeiro trimestre

Segundo o inquérito “Sinais Vitais | Expectativas face um futuro próximo”, realizado em parceria pela CIP e o ISCTE, , 51% das entre 735 empresas inquiridas antecipam uma quebra da faturação nos primeiros três meses deste ano face ao primeiro trimestre de 2020.

Fusões e aquisições em Portugal caíram mas valor movimentado aumentou 5% em 2020

Apesar de ter sido (novamente) o mais ativo, o sector do imobiliário apresentou uma redução de 16% no volume de negócios, com 88 transações de compra e venda. A operação em destaque no quarto trimestre foi a conclusão da aquisição de 81,1% do capital da Brisa pelo consórcio liderado pela APG Asset Management, por 2,4 mil milhões de euros.

Mediapro oferece-se para transmitir jogos da Liga francesa depois da quebra do contrato entre ambas as partes

De forma a evitar que os jogos de futebol profissional da liga francesa ficassem sem transmissão televisiva, a Mediapro disponibilizou-se para emitir os mesmos e direcionar as receitas para a Liga, deduzindo os custos da operação.
Comentários