Utilização global do euro sobe em 2018, mas dólar continua a dominar – BCE

Segundo um relatório divulgado hoje pelo Banco Central Europeu (BCE), o dólar continua, de longe, a ser a divisa internacional mais utilizada nas trocas comerciais, empréstimos e reservas.

O euro ganhou terreno face ao dólar enquanto divisa usada nas reservas governamentais a nível global, recuperando de mínimos históricos numa altura em que as sanções impostas pelos EUA desencorajam a opção de alguns países pela moeda norte-americana.

Segundo um relatório divulgado hoje pelo Banco Central Europeu (BCE), apesar de uma lenta diversificação do recurso a outras divisas nos últimos anos, nomeadamente – e mais recentemente – do ‘yuan’ chinês, o dólar continua, de longe, a ser a divisa internacional mais utilizada nas trocas comerciais, empréstimos e reservas.

No relatório relativo à 18.ª revisão anual do papel internacional do euro, que avalia a evolução da utilização desta divisa por não residentes na zona euro, o BCE refere que a quota da moeda única europeia nas reservas detidas pelos banco centrais e pelos governos de todo o mundo aumentou 1,2 pontos percentuais durante o ano 2018, para 20,7%, invertendo a tendência descendente que vinha registando.

Já a quota do dólar recuou ligeiramente para 61,7%, ficando sete pontos percentuais abaixo do nível mais alto atingido antes da crise financeira global de 2007-2009.

Entre os fatores apontados como tendo afetado a utilização da divisa norte-americana estão a venda de dólares por vários países para apoiar a sua própria moeda e as sanções financeiras impostas pelos EUA, por exemplo, à Rússia, que levou à fuga de algumas ‘holdings’ para outras dividas para evitar as restrições americanas.

Outro motivo apontado pelo BCE como podendo estar na base do declínio das reservas de dólares são as vendas de ativos em dólares por países emergentes na tentativa de evitar a desvalorização das respetivas divisas.

Ler mais

Recomendadas

Agência do Ambiente deverá dar hoje ‘luz verde’ ao aeroporto do Montijo

O Governo tem estado a apostar as fichas todas na viabilização ambiental deste projeto, mas não se sabe qual será o impacto das queixas já apresentadas na justiça portuguesa e comunitária para impedir o avanço deste empreendimento.

Reutilização de recursos em queda. Economia mundial é apenas 8,6% circular

A quantidade total de recursos que entra na economia global aumentou 8,4% em apenas dois anos. De acordo com o novo relatório da organização Circle Economy, que será apresentado em Davos, o consumo mundial de novos recursos traduz-se em 100 mil milhões de toneladas, um novo máximo histórico.

Emprego com remuneração insuficiente afeta quase 500 milhões de pessoas

Quase 500 milhões de pessoas no mundo trabalham menos horas pagas do que gostariam ou não têm acesso a um emprego suficientemente remunerado, de acordo com um relatório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) divulgado hoje.
Comentários