Vasco d’Avillez é a personalidade do ano no mundo do vinho

Esperar em aeroportos é costumeiramente uma enorme chatice. A não ser por perto esteja Vasco d’Avillez: o actual presidente da Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa (CVRLisboa).

O actual presidente da Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa (CVRLisboa) é um dos melhores contadores de histórias de que há memória – seja dentro seja fora dos aeroportos – mas aquela viagem entre Lisboa e S. Petersburgo que a AICEP organizou há uns anos e a necessária paragem por várias horas num aeroporto alemão não seriam o mesmo se Vasco d’Avillez não estivesse lá.

Paralelamente à voracidade sorridente com que conta histórias, Vasco d’Avillez é reconhecidamente uma das personagens que mais sabe da história, das histórias e de tudo o que envolve o complexo mundo do vinho. Juntam-se por isso dois mundos preciosos: o do vinho e o das histórias, o que só por si seria suficiente para dar razão à revista Wine – que organiza todos os anos, no Porto, a Essência do Vinho – e que acaba de decidir distinguir Vasco d’Avillez como ‘Personalidade do Ano no Vinho’, no âmbito dos prémios ‘Os melhores do ano 2016’.

Vasco d’Avillez iniciou o seu percurso profissional no setor vitivinícola em 1970 como Chefe do Serviço de Relações Públicas da J.M. da Fonseca Internacional Vinhos, onde esteve 1977. Até ocupar o cargo de presidente da CVRLisboa, (em janeiro de 2011), foram várias as empresas e os países por onde Vasco d’Avillez passou, “tendo deixado sempre a sua marca, facto agora reconhecido com referida honra”, segundo a própria revista.

Em 2015, Vasco d’Avillez foi condecorado com a Comenda da Ordem do Mérito Agrícola pelas mãos do anterior Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, sendo essa apenas mais uma das diversas distinções de que foi alvo ao longo da sua vida profissional, inteiramente dedicada ao vinho.

Recomendadas

DGArtes: Programa de apoio a projetos de Criação e Edição sem audiência de interessados

A Direção-Geral das Artes (DGArtes) confirmou a dispensa de audiência de interessados do Programa de Apoio a Projetos, na área da de Criação e Edição, de forma excecional, por considerar que iria “comprometer a concessão dos apoios”.

Livro: “Veneza”

Este não é um guia nem um livro de história; é um maravilhoso mergulho na vida e no caráter de uma cidade, tendo como pano de fundo o seu prodigioso passado. Veneza ‘by’ Jan Morris.

Quase um terço dos museus de todo o mundo vai fazer despedimentos

A pandemia está a afetar seriamente estas instituições culturais em todo o mundo, exigindo o encerramento ou a limitação de horários de funcionamento, como acontece atualmente em Portugal, aos fins de semana. É a conclusão do relatório do Conselho Internacional dos Museus.
Comentários