Verdes vão avaliar se avançam para “apreciações prévias” de medidas com o PS ao longo da legislatura

A comissão executiva do partido vai hoje analisar a possibilidade de analisar previamente vários tipos de medidas com o PS ao longo da legislatura.

O Partido Ecologista os Verdes (PEV) vai avaliar se avança para a realização de “apreciações prévias” com o Partido Socialista (PS) sobre diversas matérias ao longo da legislatura.

O partido que faz parte da Coligação Democrática Unitária (CDU), em conjunto com o Partido Comunista Português (PCP), vai reunir hoje a sua comissão executiva para decidir se chegam a compromisso com o PS para analisar algumas medidas ao longo dos próximos quatro anos.

“O compromisso que assumimos hoje com o PS é que iríamos votar todas as propostas que possam prosseguir o caminho iniciado há quatro anos que possam trazer justiça social e equilíbrio ambiental e que encontrem expressão nas propostas e compromissos que assumimos com os portugueses”, começou por explicar o deputado dos Verdes José Luís Ferreira esta quarta-feira, 9 de outubro.

“O que ficou pendente, para logo, para apreciação da comissão executiva são as apreciações prévias sobre três matérias: Orçamento do Estado, eventuais propostas de rejeição ao programa do Governo, e eventuais moções de censura que possam aparecer durante a legislatura. Estas três apreciações prévias que serão decididas e/ou ratificadas logo pela comissão executiva, foi o que ficou em aberto”, explicou o responsável do PEV após a reunião com a comitiva do PS.

No total, a CDU elegeu 12 deputados, menos cinco face à legislatura anterior. O PCP elegeu 10 deputados, com Os Verdes a manterem os dois deputados.

Questionado se iria ser assinado algum acordo escrito com o PS, o deputado esclareceu que essa possibilidade não está em cima da mesa. “Não há qualquer documento escrito que os Verdes possam subscrever com o PS. Há quatro anos o documento surgiu por exigências do Presidente da República, Cavaco Silva. Ontem, o atual Presidente da República disse que não iria fazer exigências dessa natureza. Há um acordo de Os Verdes votarem a favor das propostas que considerarem que são justas para os portugueses e para o ambiente e de rejeitarem aquelas onde esses pressupostos não estão presentes”, destacou.

Por sua vez, António Costa salientou que tal “como o PS, o PEV também faz uma avaliação positiva daquilo que foi a colaboração conjunta da legislatura anterior”.

“Foram identificados um conjunto de pontos que o PEV considera que seriam importantes que tivessem expressão e continuidade na próxima legislatura”, realçou o primeiro-ministro indigitado, destacando que do encontro “ficou indiciada a ideia de procedermos à apreciação de posições conjuntas prévias de propostas de orçamento, de eventuais moções de censura, de programas de governo, para além do trabalho que possamos desenvolver em conjunto sobre matérias sobre as quais possamos convergir”.

Depois de visitar o Livre, PAN e Os Verdes, a comitiva do PS composta por António Costa, Carlos César, Ana Catarina Mendes e Duarte Cordeiro irá reunir com o PCP às 16 horas e com o Bloco de Esquerda às 18 horas.

Ler mais
Relacionadas

PAN e PS voltam a reunir-se na próxima semana para saber se “existem condições para haver maior convergência”

“Continuaremos a aprofundar a convergência com o PS”, garantiu André Silva após a reunião com a comitiva do PS que anda a fazer um périplo pelas sedes de vários partidos à procura de estabelecer pontes de entendimento para a próxima legislatura.

Joacine Katar Moreira e António Costa em sintonia: “Iremos dialogar com Governo PS”, diz deputada do Livre

Uma comitiva do PS, liderada pelo primeiro-ministro indigitado, está à percorrer as sedes parlamentares de partidos mais à esquerda com o objetivo de negociar acordos ou entendimentos para a próxima legislatura.

Jerónimo de Sousa: “Foram muitas as vezes que o PS se encostou à direita para questões fundamentais”

À semelhança do que havia dito na noite eleitoral, o líder comunista considerou que os resultados eleitorais da CDU são um “resultado negativo para o país”.
Recomendadas
eleições_legislativas_voto_urna_votar

Emigrantes contra anulação de votos e exigem inquérito à votação

O movimento Também somos portugueses e o Comité Cívico Português do Reino Unido exigem um inquérito à forma como decorreram as legislativas, criticando a anulação dos votos dos emigrantes.

Sócrates critica recusa do PS em fazer acordo escrito com o Bloco de Esquerda

O antigo primeiro-ministro José Sócrates critica a recusa do PS em fazer um acordo escrito de legislatura com o Bloco de Esquerda, considerando que revela “uma visão meramente utilitária” e que pode gerar “ressentimento” à esquerda.

Lisboa vai ter mais 10 mil lugares de estacionamento da EMEL no próximo ano

No total, vão passar a existir mais de 100 mil lugares na via pública geridos pela EMEL até ao final de 2020. Autarquia planeia mais fiscalização nos estacionamentos abusivos e em segunda fila.
Comentários