Vice-presidente de Santana Lopes cai de varanda e fica ferido com gravidade

Depois de Pedro Santana Lopes e de Paulo Sande, também o vice-presidente do Aliança foi vítima de um acidente.

O presidente do Aliança, Pedro Santana Lopes (C), durante a sessão de abertura do 1.º Congresso do Aliança, Évora, 9 de fevereiro de 2019. O partido é liderado por Pedro Santana Lopes que elege neste congresso o senado, o conselho de jurisdição e a comissão de auditoria. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

João Borges da Cunha, vice-presidente do Aliança, ficou ferido com gravidade após cair de uma altura de 4 metros de uma varanda na praia de Quiaios, Figueira da Foz, avança hoje o ‘Correio da Manhã’.

Segundo o mesmo jornal, o acidente ocorreu às 00h30 de quinta-feira, tendo Borges da Cunha dado entrada nos hospitais da Universidade de Coimbra (CHUC) horas depois de o líder do partido, Pedro Santana Lopes, e o cabeça de lista às Europeias, Paulo Sande, terem sido ali internados após o despiste na A1.

Paulo Sande teve alta hospitalar na noite de quarta-feira, enquanto Pedro Santana Lopes ficou em observação e saiu no dia seguinte.

Relacionadas

Aliança suspende ação de campanha após acidente de viação na A1

O partido de Pedro Santana Lopes suspendeu esta quarta-feira a campanha para as eleições europeias, depois de o líder do partido e o cabeça de lista, Paulo Sande, terem sofrido um acidente de viação na A1.

Santana Lopes já teve alta hospitalar com recomendação para repouso 

O líder do Aliança na quarta-feira um acidente de viação na A1 quando seguiam de Coimbra para Cascais, “em ações de campanha”, deu conta o partido numa nota enviada aos jornalistas.
Recomendadas

Governo estuda emissão de obrigações para empresas industriais

O Governo está a estudar lançar emissões de obrigações agrupadas para vários setores, nomeadamente o industrial, depois de anunciar hoje uma operação destinada a empresas de turismo, de acordo com o ministro Adjunto e da Economia.

Manifesto X de Pedro Duarte quer índice de “Felicidade Interna Bruta” a medir desenvolvimento nacional

Medida conta na lista de 100 propostas apresentadas esta segunda-feira pelo social-democrata Pedro Duarte, crítico da liderança de Rui Rio, para a construção de uma sociedade “de bem-estar e felicidade”, mais justa, inclusiva e ecologicamente sustentável.

Cabral dos Santos diz que “o grande problema da Investifino foi ter investido no BCP”

Os empréstimos à Investifino deram perdas à Caixa de 564 milhões, mesmo com uma reestruturação do crédito em 2009. Estas operações foram contratadas entre 2006 e 2007. E tinham como colaterais ações da Cimpor, BCP e Soares da Costa.
Comentários