PremiumVítor Ribeirinho sucede a Sikander Sattar na KPMG

Atual vice-presidente foi eleito pelos sócios para suceder a Sikander Sattar na liderança da KPMG. Anúncio formal deverá ser feito numa reunião geral na próxima semana. Nova comissão executiva poderá ser anunciada na ocasião.

Vítor Ribeirinho será o sucessor de Sikander Sattar na liderança da KPMG, apurou o Jornal Económico. A eleição do atual vice-presidente já está formalizada e será anunciada numa reunião geral da firma, que deverá ter lugar até ao dia 30 de setembro, véspera do início do novo mandato dos órgãos sociais. Nas suas novas funções, Vítor Ribeiro, vice-presidente desde 2016, não irá exercer a atividade de revisor de oficial de contas (ROC), pelo que poderá vir a abdicar do título profissional. Se optar por manter o registo profissional de ROC, a sua nomeação deverá necessitar de ‘luz verde’ da CMVM, a entidade de supervisão do sector da auditoria. Na reunião prevista para a próxima semana poderá ser apresentada a nova comissão executiva da KPMG, não sendo de esperar que ocorram grandes alterações, para já.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Premium“Infelizmente, OE continua a manter taxação de IVA para solicitadores, advogados e notários”

Bastonário lamenta que OE2022 mantenha taxação de IVA de atos jurídicos efetuados em concorrência com o Estado, o que é “muito lesiva” aos cidadãos. Teme ainda cobranças ilegais e quer sorteio de agentes de execução.

VdA lança livro sobre o futuro da tecnologia, da cultura e liderança

Paula Gomes Freire será a futura Managing Partner, substituindo no cargo João Vieira de Almeida em fevereiro de 2022.

Sociedade de advogados pbbr lança-se nos podcasts: “É uma forma de comunicação adaptável e dinâmica”

“Os advogados são, tradicionalmente, conservadores e prudentes nas transições, mas os escritórios têm de fazer essa transição digital também”, afirma o sócio Alexandre Jardim, um dos responsáveis pelo projeto, em declarações ao Jornal Económico.
Comentários