Von der Leyen adverte líderes europeus: É preciso “um acordo rápido e ambicioso sobre o pacote europeu de recuperação”

A presidente da Comissão Europeia convidou os presidentes do Conselho e do Parlamento Europeu e a presidência rotativo do Conselho para alcançar um acordo rápido sobre o pacote de recuperação.

Twitter

A presidente da Comissão Europeia anunciou, esta quinta-feira, que convidou os presidentes do Conselho e do Parlamento Europeu e a presidência rotativo do Conselho para uma reunião na quarta-feira, para desbravar caminho para um acordo rápido sobre o pacote de recuperação.

Numa declaração divulgada hoje em Bruxelas, Ursula von der Leyen reitera que “alcançar um acordo rápido e ambicioso sobre o pacote europeu de recuperação é a maior prioridade da UE para as próximas semanas” e aponta que “será necessária uma forte liderança política para levar este trabalho a uma conclusão rápida e bem-sucedida”.

“Chegar rapidamente a um acordo é crucial. Para tal, e conforme previsto no artigo 324º do Tratado, convidei David Sassoli, presidente do Parlamento Europeu, e Angela Merkel, chanceler alemã, na sua qualidade de presidência rotativa do Conselho [da UE], bem como Charles Michel, presidente do Conselho Europeu, para uma reunião em 08 de julho, para fazer o balanço dos progressos e preparar as intensas negociações políticas que se avizinham”, indica a presidente do executivo comunitário.

Argumentando que o executivo que lidera “apresentou propostas que respondem energicamente às necessidades de recuperação da Europa e lançarão as bases para uma economia mais sustentável e resiliente para as gerações futuras”, Von der Leyen sublinha que “a estreita coordenação entre as instituições e o pleno envolvimento do Parlamento Europeu são da maior importância”.

“Desde que a Comissão apresentou as suas propostas para a «Próxima Geração UE» [o Fundo de Recuperação] e para um Quadro Financeiro Plurianual renovado para 2021-2027, em 27 de maio, tiveram lugar contactos intensos tanto com o Parlamento Europeu como com o Conselho. Estes intercâmbios construtivos revelaram uma determinação partilhada em agir para apoiar a recuperação europeia, assim como demonstraram haver uma base de entendimento em torno de muitos aspetos do pacote”, aponta

A terminar, Ursula von der Leyen adverte que é “responsabilidade conjunta” dos dirigentes da UE “finalizar este pacote de recuperação sem demora, e mostrar a todos os europeus que a União está pronta a agir em benefício de todos”.

A Comissão apresentou propostas de um Fundo no montante global de 750 mil milhões de euros — dois terços dos quais, 500 mil milhões, a serem canalizados para os 27 através de subvenções, e o restante na forma de empréstimos — e um orçamento para os próximos sete anos no valor de 1,1 biliões de euros. Após consultas com os líderes europeus, o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, deverá apresentar na próxima semana às capitais uma proposta ligeiramente revista, com vista a garantir um acordo, que tem de ser por unanimidade.

Ler mais
Recomendadas

Mais de 60 pessoas continuam desaparecidas após a explosão em Beirute

Passaram quatro dias desde a explosão no porto de Beirute, no Líbano, que devastou a cidade e matou mais de 150 pessoas.

EUA. Serviços de inteligência revelam ameaças de interferência estrangeira nas eleições

O diretor dos serviços de inteligência dos EUA, Bill Evanina, manifestou hoje preocupação com as estratégias para a interferência nas eleições presidenciais por parte da China, Rússia e Irão.

Pandemia suspendeu pressão turística em Macau, com dobro de visitantes de Veneza

No ano passado perto de 40 milhões de turistas visitaram a região, numa área com 30 quilómetros quadrados – mais que Paris (38 milhões), Veneza (20) ou Portugal (27 milhões), depois de o país se tornar um destino popular.
Comentários