Voo da China para os EUA usa azeite reciclado como combustível

Este combustível permitirá reduzir entre 50% a 80% as emissões de CO2 quando comparado com os combustíveis tradicionais.

Um avião da chinesa Hainan Airlines voou entre Pequim e Chicago utilizando um biocombustível produzido a partir de azeite reciclado.

Em 2015, a mesma companhia aérea tinha já realizado um voo comercial utilizando um biocombustível feito a partir de “óleo de sarjeta”, o nome dado na China ao óleo de cozinha já utilizado, tendo para isso recorrido a “óleo de cozinha recolhido nos restaurantes da China”.

No ano imediatamente anterior, a finlandesa Finnair fizera o mesmo num voo entre Helsínquia e Nova Iorque.

Este método utilizado, segundo o portal de notícias de turismo Hosteltur, permite reduzir entre 50% a 80% as emissões de CO2 quando comparado com os combustíveis tradicionais.

Os seus custos, no entanto, são ainda demasiado elevados para que a sua utilização se possa tornar regular.

Recomendadas

“Os problemas do ambiente marinho vão além da sobrepesca ou poluição”, diz ministro do Mar

Celebra-se este sábado o Dia Nacional do Mar. Ricardo Serrão Santos esteve com representantes nacionais das instituições ligadas à pesca, em Sesimbra, onde alertou que “os oceanos de hoje foram levados ao limite pela praga do nosso tempo, o aquecimento global”.

Bloco de Esquerda defende englobamento no IRS para criar mais justiça fiscal

A coordenadora do BE, Catarina Martins, defendeu este sábado o englobamento de rendimentos no IRS como forma de aliviar a carga fiscal para quem trabalha e criar mais justiça fiscal, cobrando a quem ganha rendimentos de capital.

Saudi Aramco começa este domingo o período de subscrição de ações

A maior oferta pública de venda (OPV) de ações da história começa amanhã e estará aberta até ao dia 28 de novembro para investidores privados que somente serão sauditas por decisão da empresa e até 4 de dezembro para investidores institucionais.
Comentários