Wall Street abre no ‘verde’ com recuperação contínua das empresas

As ações da Chipotle Mexican Grill subiram 8,5%, com a reabertura dos restaurantes e a recuperação das vendas a compensarem as advertências sobre os custos elevados tanto nas matérias-primas como na mão-de-obra.

A bolsa de Nova Iorque abriu a sessão desta quarta-feira, 21 de julho, em terreno positivo com a continuação da recuperação do sector empresarial verificado na terça-feira.

No início da sessão, o S&P 500 sobe 0,58%, para 4,347.70 pontos, o tecnológico Nasdaq valoriza 0,41%, para 14,557.8 pontos, e o industrial Dow Jones cresce 0,77%, para 34,773.27 pontos.

As ações da Netflix são das poucas no vermelho, com uma descida de 2,6%, “apesar de ter mostrado uma adição líquida de subscritores superior ao esperado”, refere o analista de mercados do Millenium investment banking, Ramiro Loureiro.

Já a Harley-Davidson cai 4,1% depois da fabricante de motas rever em baixo a sua previsão dos lucro operacionais devido ao impacto das tarifas da União Europeia (UE).

Em sentido inverso, as ações da Chipotle Mexican Grill subiram 8,5%, com a reabertura dos restaurantes e a recuperação das vendas a compensarem as advertências sobre os custos elevados tanto nas matérias-primas como na mão-de-obra.

“Destaque para as reações positivas às contas da Coca-Cola que sobe 2,5% e da farmacêutica Intuitive Surgical que valoriza 3,1%. Chipotle”, acrescenta o analista.

Recomendadas

Wall Street encerra ‘mista’ penalizada com números do emprego nos EUA

As empresas privadas nos Estados Unidos criaram 330 mil novos empregos, números que ficam aquém das expectativas dos analistas que, após reverem a previsão em baixa, apontavam para os 680 mil novos postos de trabalho. S&P 500 e Dow Jones fecham o dia no ‘vermelho’, enquanto o tecnológico Nasdaq encerra em terreno positivo.

PSI-20 contraria ganhos na Europa e fecha a perder 0,23%

O PSI 20 destoou da tendência europeia, onde os principais índices avançaram depois de dados animadores relativamente à recuperação económica europeia e colocaram o pan-europeu STOXX 600 em máximos históricos pelo terceiro dia consecutivo.

Levantamento de restrições e valorização da libra indicam recuperação do turismo britânico em Portugal

A fintech Ebury, especializada em pagamentos internacionais, diz que, tendo em conta a preferência dos portugueses por destinos de praia, os destinos mais vantajosos em termos cambiais são o Dubai (Emirados Árabes Unidos), as Caraíbas e Zanzibar, na Tanzânia.
Comentários