Wall Street fecha em alta primeira semana de resultados trimestrais

O sector financeiro arrancou mais uma época de resultados trimestrais com lucros que superaram as expectativas do mercado, impulsionando os três principais títulos norte-americanos a ganhos na semana.

Os principais índices norte-americanos fecharam a última sessão da semana no verde, impulsionados por um arranque forte da época de resultados trimestrais.

O Dow Jones avançou 382 pontos, ou 1,09%, chegando aos 35.294,76. O S&P 500 ganhou 0,73%, ou 32 pontos, até aos 4.470,73, e o Nasdaq valorizou 0,50% até aos 14.897,3 pontos. As três praças conseguiram assim encerrar uma semana de ganhos, mantendo-se perto dos máximos recentes.

O dia ficou marcado por mais uma onda de fortes resultados trimestrais e pelo anúncio de um aumento de 0,7% nas vendas a retalho em setembro, um resultado melhor do que o projetado pelos analistas, que colocavam a expectativa em 0,2% de crescimento.

A juntar a este indicador, a Goldman Sachs reportou lucros que superaram consideravelmente as expectativas do mercado, juntando-se aos outros principais bancos norte-americanos, o JPMorgan Chase, Morgan Stanley, Bank of America e Citigroup, que divulgaram os seus resultados trimestrais esta semana. Todos eles bateram as previsões dos analistas.

Já o mercado da energia continua em alta, com os barris de crude e brent a continuarem a subir. O crude, a referência no mercado norte-americano, valoriza mais de 1%, negociando atualmente nos 82,31 dólares (70,93 euros), enquanto o benchmark europeu, o brent, vale atualmente 84,73 dólares (73,02 euros). Perante esta escalada, o dólar atingiu o valor mais alto face ao euro em 14 meses, com os investidores a privilegiarem a moeda norte-americana face à incerteza em torno da inflação e custos da energia.

Recomendadas

Eila Kreivi: “Já não é possível alterar a direção do comboio [do investimento sustentável]”

Em entrevista ao Jornal Económico, a diretora do Departamento de Mercados de Capitais do Banco Europeu de Investimentos, reconhecida como a “mãe das obrigações verdes”, considera que a relação entre o sistema financeiro e a sustentabilidade deverá estreitar-se e que isso terá reflexos no mercado.

Sector tecnológico castiga Wall Street numa semana vermelha

A semana terminou com perdas, depois da descoberta da variante Ómicron ter causado preocupações nos investidores. Sectores como o tecnológico e o das viagens foram os mais castigados num dia em que títulos pró-cíclicos, como a banca, também não escaparam às perdas.

PSI-20 ao nível pré-pandémico em novembro próximo dos 5.500 pontos

No final de novembro de 2021, o PSI 20 atingiu o valor de 5.433,1 representando uma diminuição mensal de -5,2% invertendo a trajetória positiva iniciada no mês de agosto.
Comentários