Wall Street fecha semana com quedas. Dow Jones com pior semana em oito meses

Das 30 cotadas do índice, 29 encerraram com perdas. A produtora de aço ArcelorMittal destacou-se esta sexta-feira pela negativa, por ter vendido a participação que tinha – 38,2 milhões de ações – na concorrente norte-americana Cleveland-Cliffs.

A bolsa de Nova Iorque fechou a sessão desta sexta-feira em terreno negativo com o industrial Dow Jones a registar uma perda semanal de 3,5%, a pior semana desde outubro. O índice de Wall Street perdeu 1,58% para 33.290,08 pontos, perfazendo cinco sessões de quedas consecutivas.

Já o financeiro Standard & Poor’s (S&P) 500 caiu 1,37% para 4.164,10 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq recuou 0,92% para 14.030,38 pontos. Só o Russel 2000 desvalorizou 2,65% para 2.229,75 pontos. Os investidores temem que a Reserva Federal norte-americana (Fed) comece a aumentar as taxas de juro mais cedo do que o esperado.

A Adobe Systems Incorporated encerrou em contraciclo, com uma subida de 2,58% para 565,59 dólares, por ter apresentado um lucro trimestral de 3,03 dólares por ação, acima das estimativas dos analistas. A receita da empresa de software também superou as previsões, atingindo os 3,84 mil milhões de dólares (cerca de 3,24 mil milhões de dólares).

Por outro lado, a produtora de aço ArcelorMittal destacou-se também nesta sessão, pela negativa, por ter vendido a participação que tinha – 38,2 milhões de ações – na concorrente norte-americana Cleveland-Cliffs. O grupo irá utilizar os recursos para financiar uma recompra de ações de 750 milhões de dólares (aproximadamente 632 milhões de euros).

Neste Quadruple Witching Day – dia de vencimento simultâneo de futuros de índices de ações, futuros de ações, opções de índices e opções de ações – o ‘ouro’ negro’ esteve a subir. O preço do WTI, produzido no Texas, sobe 0,79% para os 71,60 dólares por barril, enquanto a cotação do barril de Brent está a valorizar 0,40% para os 73,37 dólares.

Quanto ao mercado cambial, o euro está a perde 0,34% face ao dólar, para os 1,1865 dólares, enquanto a libra esterlina desvaloriza 0,82% face à moeda dos Estados Unidos, para os 1,3805 dólares.

Recomendadas

Dow Jones rompe barreira dos 35 mil pontos em dia de ganhos em Wall Street

Depois das quedas de segunda-feira, os mercados norte-americanos fecharam mais uma semana no verde, conseguindo o quarto dia seguido de ganhos e alcançando novos máximos históricos.

Carregosa defende que atual fase do ciclo económico “deverá continuar a suportar o mercado de dívida”

“Relativamente ao nosso posicionamento, e uma vez que deveremos continuar a ter estabilidade nos spreads de crédito, vemos boas oportunidades em obrigações de High Yield, convertíveis, híbridas, verdes e fallen angles. Contudo, preferimos maturidades até aos 5 anos”, diz a análise do Banco Carregosa.

Terceiro trimestre pode ver “correção de mercado entre 5% a 10%”, aponta Banco Carregosa

A análise trimestral do Banco Carregosa coloca os mercados em linha para um correção que é vista com “bons olhos”, dado o baixo impacto dos “excelentes” resultados recentes na performance dos ativos.
Comentários