Wall Street fecha semana em alta a corrigir perdas dos últimos dias

Depois de uma semana de fortes perdas, especialmente no Nasdaq e Dow Jones, os três índices norte-americanos encerraram a última sessão da semana no verde, apesar dos dados fracos divulgados durante a manhã relativos às vendas a retalho e à produção industrial de abril.

Os principais índices bolsistas norte-americanos fecharam a sessão de sexta-feira no verde, com o Dow Jones e o Nasdaq a acrescentarem mais de 300 pontos cada um numa sessão em que o sector tecnológico recuperou das quedas dos últimos dias.

O Dow Jones fechou com mais 359 pontos, saltando 1,06% até aos 34.380,75, enquanto que o Nasdaq acrescentou 305 pontos, ou 2,32%, atingindo os 13.429,98. Já o S&P 500 encerrou a sessão ganhando 1,48% até aos 4.173,22 pontos.

Os fracos dados macroeconómicos divulgados esta sexta-feira sobre as vendas a retalho e a produção industrial de abril castigaram as cotadas procíclicas, criando espaço para o sector tecnológico recuperar algum do terreno perdido nas últimas sessões.

As cinco principais empresas do sector, Facebook, Apple, Amazon, Google e Microsoft, terminaram o dia com ganhos assinaláveis. A rede social valorizou acima dos 3%, enquanto que Google e Microsoft rondaram os 2,50% de ganhos, deixando Apple e Amazon perto dos 2%. Também a Tesla registou uma forte valorização, fechando a sessão acima dos 3%.

Os títulos associados ao sector turístico valorizaram consideravelmente na sessão, depois da diretiva do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças norte-americano indicando o fim da obrigatoriedade do uso de máscara ao ar livre para pessoas já vacinadas. As ações das companhias aéreas American Airlines e United Airlines fecharam o dia a subir mais de 5,50%, superadas ainda pelas empresas de cruzeiros Royal Caribbean  e Norwegian Cruise Lines, que aceleraram na ordem dos 7,60% e 8%, respetivamente.

A Airbnb beneficiou igualmente da notícia e dos resultados reportados esta sexta-feira, que mostram receitas acima dos esperado e um aumento recente nas reservas. As ações da empresa encerraram o dia a valorizar 3,80%.

Noutros mercados, o petróleo continua a recuperar o terreno perdido no último ano, terminando a semana com ganhos consideráveis, depois das disrupções causadas pelos ciberataques nos EUA. Tanto o barril de Brent, como o de crude valorizaram na casa dos 2,40% esta sexta-feira, terminando a valer 68,69 dólares (56,56 euros) e 65.37 dólares (53,82 euros), respetivamente.

Recomendadas

Bitcoin volta a cair e vale menos 46% do que o recorde de abril

Alguns analistas apontam para o facto de as autoridades norte-americanas terem conseguido recuperar grande parte do resgate pago pela Colonial Pipeline, em bitcoin, ao Dark Side, o grupo de piratas informáticos que atacou o software que gere o oleoduto da empresa, segundo a “Bloomberg”.

PremiumBolsas europeias renovaram máximos históricos

A última quinzena de maio e o início de junho trouxeram renovação de máximos na Europa, mas em Wall Street já se começa a ver a lateralização.

Wall Street fecha semana no ‘verde’ com recorde do S&P 500

As tecnológicas destacaram-se nesta sessão. Já a Tesla deslizou 0,07% para 609,71 dólares pouco depois de ter revelado o seu novo modelo S Plaid, uma versão de ponta do sedan desportivo.
Comentários