Warren Buffet vai investir 570 milhões de dólares na plataforma de dados Snowflake

Warren Buffett espera que a Snowflake siga o mesmo caminho da fintech brasileira StoneCo que, entre 2017 e 2019, passou de não lucrativa a gerar 147 milhões de dólares (123 milhões de euros) em receita liquida.

A Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, está a planear investir 570 milhões de dólares (478 milhões de euros) na Snowflake assim que a plataforma de dados entrar em bolsa. A informação contraria a tendência assumida de Buffet em investir em empresas de tecnologia deficitárias, ofertas públicas iniciais e avaliações muito elevadas, segundo o “Business Insider”.

O investimento bem-sucedido na StoneCo poderá ajudar a explicar em parte a decisão. A Berkshire já gastou 340 milhões de dólares (285 milhões de euros) para comprar 14,2 milhões de ações ao preço do IPO de 24 dólares (20,6 euros), garantindo uma participação de 11,3% na empresa brasileira de comércio eletrónico e pagamentos digitais.

Desde o investimento de Buffett, o preço das ações da StoneCo duplicaram para mais de 50 dólares (42 euros), elevando o valor da participação da Berkshire para os 718 milhões de dólares (603 milhões de euros).

A Berkshire ambiciona que a Snowflake, que perdeu 349 milhões de dólares (293 milhões de euros) no último ano fiscal, também siga a trajetória financeira da StoneCo. A fintech brasileira mais do que triplicou a sua receita entre 2017 e 2019 e passou de não lucrativa no ano anterior ao IPO a gerar 147 milhões de dólares (123 milhões de euros) em receita líquida dois anos depois.

Recomendadas

Philip Morris quer ter maioria da receita proveniente de produtos sem fumo em 2025

Novo presidente-executivo da maior empresa do mundo de produção e comercialização de tabaco dá Portugal como exemplo de um mercado que está a dotar rapidamente as novas tecnologias de produtos de tabaco sem combustão.

Resultado líquido dos CTT mais que duplicou para 8,7 milhões no primeiro trimestre

Lucro trimestral dos CTT cresceu em termos homólogos 136,3%. O aumento das encomendas impulsionou o crescimento das receitas, o que proporcionou o lucro de 8,7 milhões de euros, segundo as contas divulgadas esta quinta-feira.

Trabalhadores da CP e da IP vão estar em greve a 27 de maio

Os trabalhadores reivindicam aumentos salariais para todos, a redução do horário de trabalho para as 35 horas, o trabalho com direitos, o respeito pela contratação coletiva, a redução da idade de reforma e a melhoria do serviço público prestado.
Comentários