14 Startups da Região Centro vão representar Portugal no Web Summit

O maior evento de tecnologia, empreendedorismo e inovação da Europa, conta com a participação de 14 startups portuguesas da região centro.

Jose Manuel Ribeiro/Reuters

No âmbito do concurso Road 2 Web Summit, que decorreu no Hub Criativo do Beato, 14 startups, das 66 selecionadas, pertencem à região centro do país. Estas 14 startups irão representar Portugal naquele que é considerado o maior evento de tecnologia, empreendedorismo e inovação: a Web Summit.

De acordo com Ana Abrunhosa, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), “20% das empresas portuguesas consideradas mais inovadoras são da região centro, número que destaca a importância de uma boa envolvente científica e tecnológica nas empresas”.

Abrunhosa refere que “estas startups estão, em geral, fortemente ligadas aos centros de conhecimento locais e, em muitos casos, localizam-se em infraestruturas tecnológicas que têm por missão apoiar as startups nas mais diversas vertentes, além do apoio logístico”.

Segundo a dirigente, “o mercado destas empresas é o mercado global, e este reconhecimento, bem como a exposição que a Web Summit lhes vai proporcionar, constitui mais um fator importante de credibilidade para a entrada/expansão nos mercados internacionais onde, aliás, algumas já trabalham”.

E não é apenas a região centro que se destaca – a P55, uma plataforma portuense de bens de luxo, mais especificamente de arte e decoração mundial, em segunda mão, também foi convidada a integrar esta iniciativa. Nascida em 2013, a empresa, com presença física e online, terá a oportunidade de expor a marca e o conceito no evento, que se realiza em Lisboa, de 8 a 10 de novembro.

“É muito positivo ter um convite da organização para integrar um evento desta dimensão. Deixa-nos, sobretudo, orgulhosos e permite-nos perceber que estamos no bom caminho. A nossa ideia é revolucionar o mercado dos bens de luxo em segunda mão globalmente”, afirma Aníbal Pinto Faria, CEO da P55.

 

 

Ler mais
Recomendadas

ANACOM celebra 30º aniversário com mudança de imagem do site

A ANACOM vai também levar a cabo outras iniciativas, designadamente, a organização de um concurso de fotografia de âmbito nacional e a abertura ao público do acervo documental da ANACOM.

Venda da Cimpor: como se desfez o ‘império’ cimenteiro em Portugal

A Cimpor chegou a operar em quatro continentes e em 12 países. A empresa extingue-se, mas permanece a marca. E fica a promessa dos turcos em “fazer da Cimpor novamente uma grande empresa”.

Matos Fernandes: “Grande aposta na energia elétrica em Portugal é no solar”

Na conferência foi referido que em 2030 a meta de contribuição da totalidade das fontes de energia renováveis é de 37% na Europa, enquanto para Portugal o objetivo é alcançar 47%.
Comentários