Abertura de restaurantes: Rui Rio acusa Eduardo Cabrita de ser “mentiroso”

A publicação do presidente do PSD surgiu na sequência das declarações de Eduardo Cabrita sobre a posição do partido social democrata quanto às

O presidente do Partido Social Democrata (PSD), Rui Rio, acusou o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, de ser mentiroso”. Em causa estão as declaração do ministro sobre o líder social-democrata defender a reabertura dos restaurantes.

“Depois de já ter sido desmentido e tendo plena consciência de que o que diz não é verdade, Eduardo Cabrita volta a atribuir-me o que eu nunca disse. A conclusão só pode ser uma: Eduardo Cabrita é mentiroso”, escreveu no Twitter esta segunda-feira, 18 de janeiro Rui Rio.

A publicação do presidente do PSD surgiu na sequência das declarações de Eduardo Cabrita proferidas depois de votar antecipadamente para as eleições presidenciais. No excerto, da peça da SIC, partilhado por Rui Rio, o MAI refere que “consta designadamente que o líder do PSD defendia que os restaurantes deviam estar abertos até às 15h30”.

Depois de duas horas à espera para votar, Eduardo Cabrita frisou ainda que “fazemos uma reavaliação permanente, quer da evolução da pandemia, quer das medidas que são necessárias, numa salvaguarda da sua adequação e proporcionalidade. Julgo que foi esse, também, o sentido da declaração do senhor Presidente da República, com a qual estamos totalmente de acordo”, segundo a agência Lusa.

Ler mais
Relacionadas

“Nunca assisti a tantas mortes”. Médico e deputado do PSD relata situação de desespero no Hospital de Cascais

Ricardo Baptista Leite realçou mesmo que “é demolidor ter que decidir que doentes vão receber ventilação e quem não vai, a determinar no fundo quem vive e quem morre”, enfatizando a falta de meios naquela unidade.

PSD: “Governo não pode contribuir para a desmobilização dos eleitores” com fraca organização para votar

O vice-presidente do PSD começou por detalhar de que forma o partido se opõe ao atual confinamento, falando em ineficácia, incoerência e lentidão, para depois alegar que a falta de preparação do Governo mostra uma desvalorização das eleições presidenciais e coloca os eleitores em risco de exposição ao vírus.
Recomendadas

Autárquicas: IL vai reunir-se com Moedas e quer PSD e CDS libertos de “hábitos socialistas”

O líder do PSD, Rui Rio, anunciou esta semana o ex-comissário europeu Carlos Moedas como candidato à Câmara de Lisboa nas próximas autárquicas, um “nome forte”, segundo o presidente do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos, e que reuniu “um sólido consenso entre as direções do CDS e do PSD”.

Fundadores da Tendência Esperança e Movimento desfiliam-se do CDS-PP

Abel Matos Santos e Luís Gagliardini Graça, que foram fundadores da Tendência Esperança em Movimento do CDS-PP, desfiliaram-se do partido. Abel Matos Santos chegou a integrar a atual direção executiva de Francisco Rodrigues dos Santos.

Autarcas independentes exigem alterações à lei eleitoral até 31 de março

Autarcas eleitos por movimentos independentes exigiram hoje que, até 31 de março, seja feita “a alteração das inconstitucionalidades” provocadas pelas modificações introduzidas em 2020, pelo PS e PSD, na lei eleitoral autárquica.
Comentários