Alberto II: de apreciador a confrade do Vinho Madeira

Príncipe Alberto II do Mónaco foi entronizado confrade do Vinho Madeira esta sexta-feira, declarando-se apreciador do vinho tal como o seu pai e o tetravô.

O Príncipe Alberto II do Mónaco foi entronizado confrade do Vinho Madeira esta sexta-feira, altura em que recordou a longa relação da família real do Mónaco com o Vinho Madeira, um produto muito apreciado pelo seu pai e tetravô.

“Sempre vi garrafas de Vinho Madeira na nossa adega, no palácio no Mónaco (..) o meu pai era grande apreciador e o meu tetravó também”, referiu o príncipe, aludindo às viagens do tetravô, um reputado oceanógrafo do século XIX e XX que realizou várias expedições oceanográficas nas águas da Madeira.

Declarando-se “honrado” com o convite do Governo Regional da Madeira para pertencer à Confraria, Alberto II do Mónaco destacou a importância de dar a conhecer o Vinho Madeira no Mundo, quer pela sua excelência e qualidade, quer pelo testemunho da identidade regional.

A cerimónia de entronização do príncipe decorreu ao final da tarde no Instituto do Vinho, Bordado e Artesanato da Madeira e contou com a presença de cerca de quatro dezenas de confrades e diversos convidados de honra.

Recomendadas

O ensino profissional deve estar aliado às empresas, sublinha Albuquerque

Em entrevista ao Económico Madeira, o Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, além de falar nas mais-valias da ligação entre o ensino profissional e as empresas, diz que quer criar um cluster de empresas tecnológicas na Madeira. O único impasse é o Estado português.

Secretária Regional da Cultura diz que vai dar prioridade a preservação do património imaterial da Madeira

Paula Cabaço destacou o trabalho que tem sido feito nos diversos museus da Região, bem como no Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira, com exposições temporárias itinerantes, projetos, oficinas e publicações.

Desemprego registado desce 2,8% na Madeira

A Madeira registou aumentos nas oferta de emprego, desempregados inscritos, nas ofertas de emprego recebidas, e nas colocações efetuadas.
Comentários