Amazon castiga Wall Street na última sessão de mais um mês de ganhos

O dia terminou com quedas nos três índices, com o sector tecnológico a sofrer com os resultados aquém do esperado da Amazon. A gigante tecnológica ultrapassou os 100 mil milhões de dólares de receita pelo terceiro trimestre consecutivo, mas não chegou aos 115 mil milhões antecipados pelos analistas.

Gus Ruelas /Reuters

Wall Street fechou a sessão desta sexta-feira com os três principais índices no vermelho, com o sector tecnológico a ser castigado pelos resultados abaixo das expectativas da Amazon no segundo trimestre do ano. Ainda assim, julho termina com ganhos mensais nas três praças nova-iorquinas.

O Dow Jones encerrou com menos 150 pontos, caindo 0,42% para os 34,935.47, enquanto o Nasdaq recuou 0,71%, ou 105 pontos, para os 14,672.7.

Já o S&P 500 perdeu 0,48%, fechando com 4,397.80 pontos, mas conseguiu terminar o mês de julho com ganhos, assinalando o sexto mês consecutivo no verde do índice. Também o Dow e Nasdaq assinalaram ganhos em julho, apesar das perdas na derradeira sessão do mês.

A Amazon perdeu 7,50% depois de anunciar 113 mil milhões de dólares (95,26 mil milhões de euros) de receita no segundo trimestre, atingindo o terceiro trimestre consecutivo acima da barreira dos 100 mil milhões de dólares (84,30 mil milhões de euros) de faturação e um crescimento homólogo de 27%. No entanto, a expectativa do mercado estava cifrada nos 115 mil milhões (96,95 mil milhões de euros), pelo que a gigante tecnológica ficou aquém das estimativas dos analistas pela primeira vez em três anos.

Tal facto castigou consideravelmente o restante sector, com as principais cotadas a encerrarem maioritariamente no vermelho. Facebook, Microsoft e Alphabet acompanharam as perdas, recuando 0,51%, 0,49% e 0,76%, respetivamente, enquanto Apple e Netflix avançaram 0,15% e 0,68% cada uma.

Também o sector energético experienciou dificuldades ao longo da sessão, e isto apesar dos resultados acima das expectativas de duas das maiores petrolíferas no mercado norte-americano. A Exxon-Mobil recuou 2,32% e a Chevron perdeu 0,74%, com os investidores a mostrarem uma inclinação para a venda de títulos de energia durante a sessão de sexta-feira.

Recomendadas

EDP, Galp e BCP impulsionam bolsa de Lisboa

Galp dispara mais de 2% liderando os ganhos no PSI 20. Investidores vão estar hoje atentos à reunião da reserva federal norte-americana.

Wall Street fecha mista no primeiro dia de reunião da Fed

A Uber disparou 11% depois de informar que prevê que o EBITDA ajustado da empresa possa ser positivo em 25 milhões de dólares (cerca de 21 milhões de euros), o que representa uma melhoria face à perda antes estimada de 100 milhões de dólares (perto de 85 milhões de euros).

Moody’s sobe rating da CP

“A subida tem em conta as fortes ligações entre a Comboios de Portugal e o soberano, do qual recebe um apoio financeiro considerável”, considerou Francesco Bozzano, o analista da empresa na agência norte-americana, onde tem o cargo de analista vice-presidente-sénior.
Comentários