António Costa afasta possibilidade de nacionalizar EDP e Galp

“O programa do Partido Socialista não é o programa do Bloco de Esquerda. Recomendo a leitura, é um programa próprio”, disse o secretário-geral do PS.

“Os avanços alcançados desmentem aqueles que estão sempre a queixar-se de que tudo está mal, como se não tivessem qualquer responsabilidade por aquilo que antes fizeram.”

O primeiro-ministro e secretário-geral do PS, António Costa, recusou hoje a intenção do Bloco de Esquerda de nacionalizar a EDP e a Galp, considerando que o Partido Socialista e o BE têm um “programa próprio”.

Num debate promovido pela Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa (CCIP), em Lisboa, e respondendo à questão sobre a possibilidade de nacionalização da EDP e Galp na próxima legislatura, como defende o Bloco de Esquerda, António Costa afirmou que “não é de todo” o objetivo.

“O programa do Partido Socialista não é o programa do Bloco de Esquerda. Recomendo a leitura, é um programa próprio”, disse o secretário-geral do PS, sublinhando que “cada um tem o seu programa e seguramente o BE há de bater-se por essas nacionalizações, que não constam do programa do PS”.

No âmbito do ciclo de debates dedicado às eleições legislativas, a CCIP convidou hoje António Costa para responder às perguntas do presidente da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, Bruno Bobone, e de empresários.

Recomendadas

Rui Rio: “O Governo que vier terá de ser de salvação nacional”

Líder social-democrata disse, em entrevista à RTP1, que ainda não é altura de pensar num eventual acordo para governar Portugal em tempos de crise económica. E advertiu que “não passa cheques em branco” a António Costa.

Marques Mendes: “Estado de Emergência deverá ser renovado, pelo menos, duas vezes”

Como o pico da Covid-19 se deverá dar mais tarde, em maio, Luís Marques Mendes acredita que o Estado de Emergência, que deverá ser renovado já esta semana, poderá vigorar com sucessivas prorrogações até ao início de maio. Dinheiro para as empresas que aderem ao ‘lay-off’ será transferido no dia 28 de cada mês.

Covid-19: Chega propõe centros de apoio e contenção de doentes e linha gratuita para lares de idosos e casas de saúde

Projeto de resolução defende criação de espaços nos municípios mais populosos e mais afetados pela pandemia onde fiquem confinados aqueles que, precisando de cuidados médicos, dispensem o internamento em cuidados intensivos.
Comentários