Apple teme que coronavírus possa afetar produção de smartphones na China

Depois dos bons resultados, as ações da Apple aumentaram 1,29% ou quatro dólares nas negociações da bolsa foram do horário comercial. No entanto, a apresentação de resultados foi ensombrada pelas prováveis dificuldades na produção de smartphones na China devido ao coronavírus.

Nos últimos três meses de 2019, as vendas da Apple foram impulsionadas pelo novo modelo do iPhone e pelos wearables, como os AirPods que viram uma nova versão. As receitas aumentaram em 9%, muito acima das expectativas de Wall Street, aponta o ‘Business Insider’.

Ainda assim, e embora tenham ficado satisfeitos com os resultados, os executivos da empresa moderaram as novidades depois das notícias darem conta que o coronavírus na China pode afetar a produção dos smartphones. “Ainda estamos a reunir muitos dados e a analisá-los de perto”, disse Tim Cook durante a conferência de apresentação.

Depois dos bons resultados, as ações da Apple aumentaram 1,29% ou quatro dólares nas negociações da bolsa foram do horário comercial. Ainda antes da apresentação, nas semanas que antecederam o anúncio dos resultados, as ações da empresa de Tim Cook aumentaram perto de 8%.

Vendas dos wearables

As vendas de acessórios wearables têm vindo a ser cada mais significativas para a marca da ‘maçã’. O negócio que inclui os AirPods e o Apple Watch cresceu 10 mil milhões de dólares, sendo este um aumento significativo em comparação com os 7,3 mil milhões de dólares em receitas geradas durante o mesmo trimestre do ano passado.

Ainda que as expectativas estivessem altas para o serviço de streaming Apple TV+, as vendas ficaram aquém das previsões dos analistas. Uma das explicações apontadas para a falta de adesão foi o facto da Disney+ ter sido lançada no mesmo espaço temporal.

A receita de serviços da Apple, que tem sido um ponto importante desde o ano passado, com a desaceleração das vendas do iPhone, cresceu para 12,72 mil milhões de dólares em receita, contra os 10,87 mil milhões de dólares no mesmo trimestre do ano anterior.

Isso também representa um crescimento menor dos 12,5 mil milhões dólares em receita que os negócios de serviços da Apple obtiveram no trimestre passado, mas os analistas esperavam os 12,98 mil milhões de dólares. Os analistas já têm grandes expectativas para o próximo iPhone, já que a aposta do 5G deve impulsionar atualizações.

Ler mais
Recomendadas

Huawei já tem 91 contratos para fornecer tecnologia 5G pelo mundo

Apesar da pressão dos EUA sobre países aliados para excluírem a empresa chinesa da expansão das suas redes, 47 dos contratos assinados até agora foram feitos na Europa, 27 na Ásia e os restantes 17 em países não especificados.

Antonoaldo Neves: Quem vai pagar os prejuízos da TAP com a suspensão de 90 dias nos voos para a Venezuela?

A suspensão da TAP nos seus voos para a Venezuela representam prejuízos de pelo menos 10 milhões de euros, referiu o presidente executivo da TAP no final da conferência de imprensa de apresentação dos resultados de 2019.

Efacec assegura que “reúne todas as condições” para pagar salários e a fornecedores

Empresa afasta qualquer cenário de incumprimento, após Isabel dos Santos, que detém perto de 70% da Efacec, ter alertado hoje em comunicado de que o congelamento de contas das suas empresas se estende ao bloqueio de ordens de pagamento de salários, impostos a fornecedores e à Segurança Social.
Comentários