“Arrepende-se das mentiras?”. Jornalista aguardou cinco anos para fazer esta pergunta a Donald Trump

A pergunta de um jornalista apanhou o presidente dos Estados Unidos de surpresa durante uma conferência de imprensa na Casa Branca.

Getty Images

Donald Trump foi apanhado de surpresa, esta quinta-feira, quando um jornalista questionou-o diretamente sobre as mentiras que havia contado aos milhões de norte-americanos durante o seu mandato como presidente dos Estados Unidos.

Segundo o jornal “The Guardian”, SV Dánte aguardou cinco longos anos para fazer essa questão que acabou por não ser respondida.

“Senhor presidente, depois de três anos e meio, arrepende-se de todas as mentiras que contou ao povo norte-americano?”, questionou o jornalista durante a conferência de imprensa na Casa Branca.

Confrontado com a pergunta, Trump respondeu com uma segunda: “Todas as quê?”

“Todas as mentiras e desonestidades”, insistiu o jornalista ao que Trump inquiriu a quem é que se referia.

“Que tem feito”, esclareceu o correspondente do “Huffington Post”. Quando o inquilino da Casa Branca permaneceu em silêncio, Dáte preparava-se para continuar a questão quando Trump o interrompeu e passou a palavra a um segundo jornalista que lá estava na sala de conferências.

 

Ao jornal britânico, Dáte explicou que fez a pergunta por ser a primeira vez que conseguiu interpelar o presidente dos EUA, visto que Trump costuma responder às questões de poucos jornalistas, e são sempre os mesmos.

“Não sei porque é que ele me chamou porque já tinha tentado perguntar isto antes [em março] e ele interrompeu-se a meio da pergunta. Talvez não me tivesse reconhecido desta vez”, ponderou. “Ele normalmente só responde às perguntas de um determinado grupo [de jornalistas]”.

O jornalista do “Huffington Post” adiantou ainda que, se alguma dia Trump lhe desse ‘luz verde’ para fazer uma pergunta durante uma conferência de imprensa, faria uma sobre as mentiras proferidas durante o seu mandato. “As mentiras de Trump vão ser a principal coisa que irá ficar na memória de muitos nos próximos 10 anos”, argumentou.

Segundo o jornal “Washington Post”, desde o início da presidência Donald Trump já fez mais de 20 mil alegações falsas ou enganadoras, muitas delas publicadas nas redes sociais o que já obrigou ao Facebook, Youtube e Twitter a remover esse conteúdo enganoso.

 

Ler mais
Recomendadas

Rússia anuncia que vai cooperar com o Irão

O ministro das Relações Exteriores russo disse que o seu país iniciará imediatamente a cooperação com o Irão assim que o embargo sobre a venda de armas expirar – o que acontecerá em outubro.

Angola: Manuel Vicente denuncia manobra de diversão

O ex-vice-presidente de Angola Manuel Vicente negou ter-se apropriado de 193 milhões de euros da Sonangol, como denunciou o antigo gestor de Isabel dos Santos, e apelida a acusação de “indecorosa manobra de diversão”.

Orçamento da CPLP para 2021 terá “crescimento zero” mas redução de custos

O orçamento da organização, suportado pelas contribuições dos seus nove Estados-membros, foi de 2.734.731,15 euros para o exercício de 2020. O Conselho de Ministros extraordinário deve realizar-se entre 7 e 9 de dezembro.
Comentários