Arrow Global vai lançar sociedade de reestruturação de empresas em Portugal

O presidente executivo da nova empresa explica que “atualmente existem oportunidades significativas e crescentes no mercado Português”. Por outro lado, “apoiamos ainda os bancos, que têm essas dívidas nos seus balanços e cuja missão não passa por reestruturar empresas”, explica Paulo Barradas, CEO da nova empresa.

A Arrow Global vai lançar em 2022 uma sociedade de reestruturação de empresas em Portugal. O anúncio foi feito pelo investidor europeu e gestor de crédito e ativos imobiliários, liderada em Portugal por João Bugalho.

A missão da nova empresa, a partir do início do ano, será a de olhar para empresas em dificuldades, com dívidas em incumprimento, que tenham alguma viabilidade económica, e adquirir essas mesmas dívidas para depois apoiar as empresas na sua reestruturação.

A nova empresa terá Paulo Barradas, atualmente Chief Transaction Officer da Norfin, como CEO e “vai beneficiar do know-how, experiência e capacidade das restantes empresas da Arrow em Portugal (Whitestar e Norfin, que juntas gerem cerca de 12 mil milhões de euros em ativos), assim como do conhecimento existente noutras geografias do Grupo”, lê-se no comunicado.

O investimento necessário para a aquisição destas dívidas será originado pelo fundo da Arrow, juntamente com outros investidores institucionais, diz a Arrow em comunicado.

O presidente executivo da nova empresa explica que “atualmente existem oportunidades significativas e crescentes no mercado Português”. É por isso que, diz, “a experiência da Arrow nos deixa bem posicionados para oferecer bons retornos aos investidores, ajudando também na reestruturação destas empresas”.

Por outro lado, “apoiamos ainda os bancos, que têm essas dívidas nos seus balanços e cuja missão não passa por reestruturar empresas”, explica Paulo Barradas, CEO da nova empresa.

“A nova empresa contará com o expertise de especialistas da área”, refere a sociedade que adianta que Pedro Ruas junta-se ao projeto enquanto Senior Advisor, após 25 anos de experiência em M&A, tendo apoiado investidores como a Davidson Kempner, KKR, Anacap e Carval.

Na equipa de gestão estarão ainda André David Nunes, CIO da Arrow em Portugal e João Bugalho, Country Manager da Arrow no país e CEO da Whitestar.

“O lançamento desta vertical de negócio é mais um passo no processo, encetado com a aquisição da Norfin em 2018, na altura para endereçar o mercado de gestão de ativos imobiliários, de alargar a intervenção do grupo Arrow Global a um segmento de atividade que tem um peso crescente e muito relevante no balanço dos bancos”, refere no comunicado João Bugalho, Country CEO da Arrow Global para Portugal.

Recomendadas

Sonae, SAP e Nestlé lideram programa europeu de requalificação de profissionais

De acordo com o comunicado divulgado esta sexta-feira, a primeira ação de formação será liderada pela Nestlé, dirigindo-se à requalificação de profissionais para o setor da Indústria. A formação para Técnicos de Manutenção irá arrancar em janeiro de 2022 no Serviço de Formação do Porto do IEFP e terá a duração aproximada de seis meses.

Teletrabalho. CES, parceiros sociais e Escola Nacional de Saúde vão estudar impacto do trabalho remoto

Explica o Conselho Económico e Social em comunicado que este projeto “tem como objetivo compreender de que forma o teletrabalho pode afetar a saúde mental e física dos funcionários e, indiretamente, o bem-estar no trabalho, a organização das empresas e a sua produtividade”.

Ordem dos Economistas. Veja ou reveja a entrevista a António Mendonça, novo bastonário da Ordem

A 7 de outubro, o então candidato a bastonário destacou em entrevista ao JE que o objetivo da sua candidatura passava por mudar a Ordem, prestigiar os economistas e colocar esses profissionais ao serviço do crescimento económico do país, nomeadamente no que diz respeito ao acompanhamento e monitorização do Plano de Recuperação e Resiliência. António Mendonça foi eleito esta sexta-feira, numa corrida eleitoral que contou com a presença de Pedro Reis.
Comentários