As hipóteses de um acordo para o Brexit não são maiores do que 50%, apontam fontes do governo britânico

A indefinição em relação a alguns pontos chave, neste caso, a política de pescas, questões concorrenciais e resolução de disputas tem arrastado o processo, que agora levará os líderes de cada lada a dialogarem diretamente.

Fontes ligadas ao Governo britânico apontam para uma probabilidade de não mais de 50% relativamente à obtenção de um acordo com a União Europeia para o Brexit, avança o The Guardian. A notícia surge numa altura em que a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, se preparam para iniciar conversações diretas, depois do falhanço das negociações entre as respetivas equipas.

Os dois líderes deverão falar ao telefone na tarde deste sábado, sendo que a conversa se deverá focar nos três tópicos sobre os quais recaem os desentendimentos entre as duas partes: pescas, resolução de disputas e políticas concorrenciais.

É expectável que a conversa se foque na definição das linhas vermelhas de cada lado nestes assuntos, sendo que, os europeus recusam que o grande entrave sejam a exigência por parte da UE de um período de transição mais longo para a adoção das alterações às frotas pesqueiras continentais.

Assim, as negociações chegam a um ponto que muitos já apontavam como esperado. Do lado europeu, o The Guardian fala de críticas dentro de alguns círculos diplomáticos que apontam a insistência dos responsáveis num acordo, que dá a ilusão de ser buscado a qualquer custo.

Recomendadas

Filha de Agostinho Neto diz que ações judiciais em Angola “têm substrato político”

A filha do primeiro Presidente angolano e mulher de um empresário detido por corrupção afirmou hoje que “todas as posições” de organismos judiciais do seu país têm um “substrato político” e que há “grande pressão” no período eleitoral.

UE espera presença dos Estados Unidos em reuniões europeias já neste semestre

A União Europeia espera que responsáveis da administração de Joe Biden participem nos conselhos de ministros europeus durante a presidência portuguesa e assegura não ter recebido qualquer reclamação de Washington sobre a conclusão do acordo de investimento UE-China.

Armin Laschet eleito líder da CDU na Alemanha

O governador da região mais populosa da Alemanha foi eleito, à segunda volta, com mais de metade dos votos, sucedendo a Annegret Kramp-Karrenbauer e colocando-se como potencial candidato a chanceler nas eleições de 2021.
Comentários