Atenção, clientes CGD. Há atrasos no pagamento das pensões

Problemas técnicos “alheios” ao banco atrasam pagamento das reformas mas situação estará resolvida até ao final do dia de hoje, apurou o Jornal Económico.

As pensões estão a ser creditadas nas contas da maioria dos reformados desde a meia-noite desta sexta-feira, com exceção da Caixa Geral de Depósitos, apurou o Jornal Económico. De acordo com fonte da Segurança Social, as pensões foram atempadamente transferidas para as instituições bancárias, mas “uma destas entidades falhou com algumas pessoas”.

O Jornal Económico questionou a Segurança Social depois de várias queixas de reformados que não tinham a sua pensão disponível nas contas bancárias: “As transferências por parte da Segurança Social foram efetuadas em tempo útil. Não houve qualquer atraso da nossa parte” assegurou fonte oficial.

Ao que o Económico apurou, os atrasos de pagamento de pensões ocorridos foram da responsabilidade da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que, “por questões técnicas alheias ao banco, não conseguiu efetuar atempadamente a creditação das contas dos seus clientes”. Os pagamentos das pensões são processados ao dia 8 de cada mês.

O banco espera, no entanto, conseguir regularizar os créditos na conta dos pensionistas até ao final do dia de hoje: “os pagamentos foram iniciados mais tarde que o normal mas neste momento estão a ser processados. Até ao final do dia de hoje estará tudo resolvido”, garantiu fonte oficial do banco ao Económico.

Relacionadas

Recebe pensões, subsídios ou abono? Veja qual é o dia de pagamento

Já foram divulgadas as datas de pagamento dos subsídios sociais e das pensões. A 15 de fevereiro será feita a transferência bancária para quem recebe prestações familiares, por exemplo.
Recomendadas

Prepare a carteira. Vem aí (mais) um aumento nos combustíveis

A partir de segunda-feira, os combustíveis ficam novamente mais caros. Aumento é maior na gasolina, tanto nas cadeias de marca branca, como nas principais gasolineiras.

Caixa Geral está a vender Mercedes para atingir metas da recapitalização

Campanha de crédito “imbatível” está a chegar por email a clientes. Banco justifica com metas “extremamente exigentes”. E diz que não está a promover o endividamento, pois clientes acederiam na mesma a outras opções de financiamento do mercado.

Insolvência: o que é? como funciona? e quais são as obrigações do devedor?

Muitos são os consumidores que recorrem ao processo de insolvência como a última oportunidade de reequilíbrio da sua vida financeira, nomeadamente quando o valor das dívidas ultrapassa largamente o património/rendimentos que possuem não sendo possível cumprir com o seu pagamento
Comentários