PremiumAuditoria sobre CTT pedida em 2017 ainda não chegou ao Parlamento

Anacom lançou consulta pública sobre serviço postal e já há projetos no Parlamento sobre os CTT. Mas deputados ainda não têm relatório da IGF.

Quase dois anos depois de o Parlamento decidir pedir ao Governo “uma avaliação das responsabilidades contratuais subjacentes à concessão em vigor entre o Estado e os Correios de Portugal (CTT)”, os resultados da auditoria requerida à Inspeção-Geral de Finanças (IGF) ao funcionamento do serviço postal universal ainda não deu entrada na Assembleia da República (AR).

Ao Jornal Económico, fonte oficial do Ministério das Finanças, que tutela a IGF, garantiu, sem apontar datas, que “o relatório da auditoria será brevemente entregue no Parlamento”.

A auditoria em causa foi aprovada pelo Parlamento em 15 dezembro de 2017 e publicada em “Diário da República” em 24 de janeiro de 2018, após aprovação em plenário de um projeto de resolução apresentado pelo Partido Socialista (PS).

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Epson Europa vê Portugal como “mercado totalmente estratégico”

Raúl Sanahuja, responsável de Relações Públicas e Comunicação da Epson, considera que as empresas portuguesas são mais “ousadas” e “lançadas” na integração de tecnologia de impressão.

“Problemas no setor de aviação convertem-se em oportunidades”, considera CEO da EuroAtlantic

Quais os grandes desafios que o setor da aviação vai ter que ultrapassar? Eugénio Fernandes, CEO da EuroAtlantic, esclarece que a empresa funciona em contraciclo com o mercado e que os problemas no setor convertem-se em oportunidades. Quanto aos problemas, este responsável aponta a falta de pessoal como questão a ultrapassar.

PremiumPartner da Peugeot lidera vendas nacionais da marca

Jean-Philippe Imparato explicou ao Jornal Económico a evolução global da marca no ano passado, com uma quebra de 8,8% registada nas suas vendas mundiais (excluído o mercado do Irão).
Comentários