BCP e CTT levam PSI 20 a abrir no ‘verde’ contrariando o sentimento negativo das praças europeias

Praça lisboeta abriu a sessão desta sexta-feira com uma subida de 0,22% para 5.307,81 pontos, contrariando a tendências das suas congéneres europeias.

Benoit Tessier / Reuters

O principal índice bolsista português, PSI 20, iniciou a sessão desta sexta-feira a valorizar 0,22% para 5.307,81 pontos, contrariando a tendência das suas congéneres europeias que abriram a sessão a negociar em terreno negativo.

A fazer crescer o PSI 20 estão entre as principais cotadas portuguesas o BCP que valoriza 3,49%, para 0,22 euros, os CTT que sobem 0,66%, para 3,06 euros e a Sonae Capital, que cresce 0,40%, para 0,76 euros.

Em terreno negativo encontram-se a Altri, que desce 1,78%, para 5,79 euros, a Navigator que cai 0,95%, para 3,53 euros e a EDP que desvaloriza 0,39%, para 10,18 euros.

Na Europa todas as cotadas abriram a sessão a negociar no ‘vermelho’. Na Alemanha, o DAX desce 0,21%, no Reino Unido, o FTSE 100 cai 0,30%, o francês CAC 40 desvaloriza 0,38%, o holandês AEX desce 0,18%. Em Espanha, o IBEX35 desvaloriza 0,15% e o italiano FTSE MIB deprecia 0,16%.

A cotação do barril de Brent desvaloriza 0,83%, com valor de 61,77 dólares, enquanto a cotação do crude WTI desce 1,08%, para 56,53 dólares por barril.

No mercado cambial o euro valoriza 0,02%, para 1,10 dólares.

Ler mais

Recomendadas

Wall Street fecha em queda depois de dados fracos no setor terciário

Os investidores aguardavam pelos dados preliminares do PMI serviços e indústria dos EUA e estes desiludiram. Os índices de Wall Street caíram na última sessão da semana.

Nos cai mais de 7% e arrasta PSI-20. Bolsas da Europa fecham semana em queda

A atividade na Zona Euro teve um registo surpreendente em fevereiro. Mas não chegou para animar os investidores. Em Lisboa a queda aparatosa da NOS contrasta com a subida da Jerónimo Martins e da Novabase. O BCP caiu depois de apresentar contas.

Tecnológicas pressionam Bolsa de Nova Iorque

Só a Microsoft, a Chevron, a Amazon e o Facebook caíram todas mais de 1,5%. A Alphabet, dona da Google, desliza 1,08% e a Apple perde 0,95%, tendo as desvalorizações menos significativas.
Comentários