PremiumBi4all cria ‘app’ para controlar ajuntamentos nas praias

A consultora tecnológica está a trabalhar com a autarquia de Sines numa nova solução. “É Inteligência Artificial, sem entrar na privacidade das pessoas”, garante o CEO da empresa, José Oliveira.

A consultora tecnológica BI4all está a desenvolver uma nova aplicação tecnológica para fazer a monitorização das praias portuguesas, trabalhando num modelo piloto com a Câmara Municipal de Sines. O objetivo da solução, que será lançada em larga escala, é dar uma visão em tempo real da afluência ao areal quer aos autarcas quer à população através de um ‘dashboard’.

“Não tenho dúvidas nenhumas de que o mundo vai melhorar com a transformação digital. Vê-se em ‘real time’ o estado das praias, mas faz mais do que isso: deteta aglomerados e ajuntamentos até um número definido e envia para as autoridades competentes um SMS a alertar”, disse ao Jornal Económico (JE) o CEO e responsável pelo desenvolvimento do negócio da empresa. “Há uma câmara na praia e o resto são algoritmos. É Inteligência Artificial (IA), sem entrar na privacidade das pessoas”, assegura José Oliveira.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Setor da cortiça cresceu 35% em volume de negócios entre 2014 e 2018

Responsável por 50% da produção mundial e 60% das exportações de cortiça em todo o mundo, o setor cresce em vários indicadores no mercado português.

“Caixa opera com margens de 1% a 2% contra 15% do gel desinfetante”, diz Paulo Macedo

O presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos considera que o banco público está apto para financiar pequenas, médias ou grande empresas. “Ao longo dos últimos anos, a Caixa e os seus trabalhadores trabalharam para dobrar o nosso Bojador”, afirmou.

Montepio Crédito expande crédito ao consumo na plataforma digital

O Montepio Crédito reforçou a sua aposta no digital e lançou o crédito para aquisição de material escolar e informático na sua plataforma mycreditech, numa altura em que as aulas por meios digitais ganharam relevância.
Comentários