Bloco de Esquerda defende salário mínimo de 650 euros para 2020

Catarina Martins notou que é preciso “reforçar o salário mínimo nacional” e que “o Bloco de Esquerda defende já para janeiro de 2020, 650 euros no setor privado e no setor público”, sendo este um valor igual e que “puxa” pelos direitos de todos”.

Catarina Martins, coordenadora do Bloco de Esquerda, voltou a defender o aumento do salário mínimo nacional. Numa visita à feira de Vila do Prado em Braga, a líder máxima dos bloquistas assumiu que o salário mínimo devia subir para 650 euros já a partir de janeiro de 2020.

Apesar de reconhecer o aumento de 95 euros nos salários mínimos durante os últimos quatro anos, e de este representar “mais de dois meses de salário” para milhares de trabalhadores, a coordenadora do BE assume que este valor é “ainda muito baixo” e que “é um dos mais baixos da Europa”.

Catarina Martins notou que é preciso “reforçar o salário mínimo nacional” e que “o Bloco de Esquerda defende já para janeiro de 2020, 650 euros no setor privado e no setor público”, sendo este um valor igual e que “puxa” pelos direitos de todos”.

“Não é aceitável um país em que as pessoas mesmo trabalhando a tempo inteiro não conseguem sair da pobreza. Provámos que era possível subir o salário mínimo nacional nos últimos quatro anos, foi uma subida de quase 20% que só fez bem à economia, só criou emprego, (mas) é ainda pouco, podemos ter uma subida mais ambiciosa”, sustentou a bloquista.

Além do programa do partido para as legislativas de 2019 defender o aumento do salário mínimo, pretende ainda o aumento “ao longo da legislatura a um ritmo mais acelerado que os 5% médios da legislatura para beneficiar um milhão de trabalhadoras e trabalhadores”.

Recomendadas

Reuniões iniciais da comissão de Transparência vão decorrer à porta fechada

A decisão foi esta sexta-feira anunciada pelo presidente da comissão, Jorge Lacão, alegando que há elementos que vão estar em discussão que não devem ser do conhecimento público. Deputados contestam “opacidade” criada numa “comissão que se diz transparente”.

PSD substitui Adriano Moreira por Rui Rio no Conselho de Estado

PS e PSD vão formalizar esta tarde a lista de candidatos a membros do Conselho de Estado. PSD quer Rui Rio, em vez de Adriano Moreira e o PS mantém nomes indicados na anterior legislatura.

Marcelo já promulgou aumento do salário mínimo para 635 euros

Presidente da República promulgou esta sexta-feira o diploma do Governo que estabelece o salário mínimo nacional em 635 euros no próximo ano. Marcelo Rebelo de Sousa considera que é “uma solução razoável”.
Comentários